DESENVOLVIMENTO SOCIOAMBIENTAL NA AMAZÔNIA - VOLUME 1

Code: 535-803
63
281
Título

DESENVOLVIMENTO SOCIOAMBIENTAL NA AMAZÔNIA - VOLUME 1

ISBN

978-65-5360-429-2

DOI
10.37885/978-65-5360-429-2
Publicado em

10/10/2023

Páginas Capítulos Volume Edição

448

21

1

1

Organizadores:
  • Luiz Cláudio Moreira Melo Júnior

    Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira

  • Dayla Carolina Rodrigues Santos

    Santos, Dayla Carolina Rodrigues

  • Lucas Lima Raiol

    Raiol, Lucas Lima

Apresentação

Passados 2 (dois) anos da publicação da primeira coletânea organizada pelos pesquisadores e estudantes do Grupo de Pesquisas e Estudos Socioambientais na Amazônia (GPGESA) da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) (MELO JÚNIOR, 2021), este livro sintetiza a produção recente de pesquisadores e de convidados do grupo. Dessa vez, em novo momento histórico de reafirmação do protagonismo da região amazônica para o necessário e desejável equilíbrio ambiental global, visando a continuidade da espécie humana no planeta. Essa publicação não seria possível sem a contribuição decisiva de tantas pessoas. Manifestamos gratidão aos pesquisadores e estudantes que integram as atividades de ensino, pesquisa e extensão do grupo; e a tantos parceiros que encontramos nas comunidades rurais do nordeste paraense, nossos laboratórios vivos e abertos da necessária transformação sociometabólica do capital, na via de um novo metabolismo social anunciado pelas comunidades amazônicas. Assim, motivados pela diversidade das temáticas abarcadas e dos olhares e abordagens teóricas e metodológicas, para além do reducionismo e da fragmentação do conhecimento e da realidade, passamos a considerar, de forma sucinta, o conteúdo de cada um dos 21 (vinte e um) capítulos que compõem esta obra. O livro inicia com a exposição da resenha do livro “Sapiens: Uma breve história da humanidade” (Editora L&PM, 2014), obra escrita pelo professor, historiador, filósofo e escritor Yuval Noah Harari, doutor em História pela Universidade de Oxford. A resenha aborda de forma crítica o interessante conteúdo do livro a respeito do desenvolvimento das culturas, impérios e estruturas sociais que já fizeram, fazem e ainda farão parte da História da humanidade, assim como busca desvendar a singularidade do Homo Sapiens, utilizando conceitos sofisticados da Filosofia, Biologia, Antropologia e Psicologia moderna. No capítulo 2, os autores analisam a dinâmica da dendeicultura na Amazônia oriental para além de uma análise simplista, que foca tão somente na rentabilidade, mas partindo do território usado no sentido de aprofundar o debate. Concebem a atividade como evento que assinala um novo tempo na dinâmica territorial do espaço agrário no nordeste paraense, aprofundando a concentração fundiária e a subordinação do território usado às empresas, surgindo no horizonte traços de um campo sem camponês. O terceiro capítulo faz uma análise do período pandêmico devido à Covid-19 como oportunidade para ampliar a flexibilidade da legislação ambiental, culminando na liberação de mais agrotóxicos no Brasil. Constata que a expansão do agronegócio no Brasil, favorecido pela liberação de agroquímicos, beneficia monocultivos, amplia danos ambientais e não aborda questões como segurança alimentar. Daí a urgente necessidade da busca por soluções sustentáveis no campo das políticas públicas, envolvendo a sociedade no debate em torno da dependência química na agricultura, considerando impactos globais e locais. No quarto capítulo, mobilizam-se as categorias de racismo e injustiça ambiental para a análise do saneamento básico, perfil sociodemográfico e percepção socioambiental dos moradores do município de Quatipuru, Pará. Problemáticas socioambientais são avaliadas, como restrições quanto à acessibilidade de água pela rede pública e problemas quanto à sua qualidade, assim como precariedades quanto às condições das moradias, da rede de esgoto e, principalmente, quanto à rede de drenagem, coincidindo com relatos de alagamentos e enchentes. O comportamento da distribuição dos dados de infraestrutura e saneamento, nos dois bairros, revelam que áreas marginalizadas possuem grandes restrições quanto ao acesso ao saneamento básico, o que evidencia o racismo ambiental. O quinto capítulo aporta contribuições importantes para o planejamento territorial integrado, ao analisar a fragmentação florestal no município de Bonito, Pará (1996-2017). Ao evidenciar uma diminuição do tamanho médio dos fragmentos e uma paisagem cada vez mais heterogênea, destaca a influência na conservação da biodiversidade local e a importância de se considerar um adequado planejamento do uso dos recursos naturais no município e entorno, alvo da expansão recente da dendeicultura na região, bem como outras pesquisas que contribuam com novos olhares para a conservação da biodiversidade, visando o desenvolvimento sustentável. No sexto capítulo, os autores analisam as relações ecológicas e socioeconômicas de espécies vegetais em dois remanescentes de florestas de várzea, nas comunidades rurais do Segredinho e do Braço Grande, no município de Capanema, Pará. Os resultados apresentam remanescentes florestais com alto percentual de espécies comerciais, com influência na biomassa e estoque de carbono, indicando sustentabilidade ecológica e econômica. Destaca o papel das comunidades rurais na conservação da biodiversidade local, com dinâmicas socioambientais que auxiliam na superação das “falhas metabólicas”, para que ocorra, de fato, o desenvolvimento sustentável, com autonomia e protagonismo do saber e da ciência tradicional. O capítulo 7 aborda a caraterização socioeconômica dos pescadores artesanais de camarão da comunidade rural do Araí, no município de Augusto Corrêa, Nordeste Paraense. Analisa a forte relação da comunidade com o ambiente marinho e seus recursos, nos quais, até os dias atuais, tradicionalmente, são realizadas a pesca de camarões, por meio das puçás, nas muruadas. Realça a relevância de políticas públicas ambientais de valorização dos conhecimentos locais e sensibilização da população frente a problemáticas socioambientais, como o descarte da captura da fauna acompanhante. Já o capítulo 8 analisa a dinâmica socioambiental das técnicas e práticas de conservação e armazenamento de sementes crioulas pelas/os camponesas/es da comunidade km 26, Santa Luzia do Pará. Guardiãs da biodiversidade, as famílias armazenam as sementes de uma safra para realizar o próximo plantio e aplicam técnicas de limpeza e secagem de sementes antes do armazenamento ou seleção sejam elas hortícolas, frutíferas, adubadoras e/ou medicinais. Também estabelecem relações de cooperação, por meio das trocas de sementes. A prática camponesa de armazenar as sementes favorece maior diversidade agrícola, contribuindo para o bem da sociedade, com segurança e soberania alimentar. O capítulo 9 retrata as relações entre agroecologia e desenvolvimento rural sustentável no contexto do Sítio Agroecológico Tolú, Igarapé-Açu, Pará. Criado em 2009, o Sítio produziu experimentação e inovações tecnológicas, como adubação laminar, biofertilizantes, uso de microrganismos eficientes e agregação de valor aos seus produtos. Um caso de sucesso na promoção do desenvolvimento sustentável da própria unidade de produção familiar, proporcionando segurança alimentar, aumento da renda e conservação ambiental, e também do entorno imediato, com a recepção de resíduos orgânicos das agroindústrias locais, que antes eram despejados de forma indevida no território municipal. Nos capítulos 10 e 11, os autores sublinham a importância do conhecimento popular sobre o uso de plantas medicinais cultivadas pela agricultura familiar em quintais na Vila do Tauari, Capanema, Pará (capítulo 10) e no município de Tomé-Açu (capítulo 11). Apresentam uma diversidade que ultrapassa mais de uma centena de espécies de uso comunitário para tratar mais de 5 (cinco) dezenas de problemas de saúde, realçando que o uso e o conhecimento a respeito de plantas medicinais sempre estiveram presentes na vida dos comunitários. Uma relação sociocultural estabelecida com as plantas, que guarda memória afetiva ao retratar momentos da infância e os saberes repassados ao longo de gerações. O capítulo 12 conjuga a abordagem metodológica do estudo do sistema social comunitário e do uso de recursos naturais com ações de extensão rural universitária, com enfoque na educação ambiental e do campo. O estudo aplicado na comunidade rural de Santo Antônio, município de São Miguel do Guamá, aponta que a comunidade tem uma relação íntima com os recursos naturais, fazendo uso destes recursos em buscas de melhorias para a própria comunidade e o bem-estar social. No entanto, já é perceptível uma mudança no cotidiano desses comunitários devido à diminuição de alguns recursos, antes abundantes, o que afeta o modo de vida e todo o sistema social comunitário. O capítulo 13, por sua vez, faz uma análise da sustentabilidade da expansão urbana do município de Mãe do Rio, Pará, aplicando a ferramenta do Barômetro da Sustentabilidade (BS), indicador que analisa o bem-estar humano e o bem-estar ambiental, de forma integrada. Traz aportes interessantes para o planejamento territorial e urbano, apontando indicadores a serem considerados pelas políticas públicas para o desenvolvimento local, promovendo amplo acesso aos serviços básicos de uso público e conservação socioambiental. Diante da crescente discussão em torno das questões da igualdade de gênero no meio rural, no capítulo 14, o destaque são as relações entre gênero, meio ambiente e atuação socioeconômica das mulheres no contexto da agricultura familiar das comunidades rurais de Oliveira e Segredinho (Capanema), Vila Muruteua (Santa Luzia do Pará) e Vila da Penha (Maracanã). Embora realizem realizam múltiplas tarefas no meio rural, as mulheres vivem subjugadas à figura do “homem da casa”. Por isso, conclui-se pela necessidade da efetivação de políticas públicas que abranjam as mulheres agricultoras familiares, com um olhar mais atento às questões educacionais, sanitárias, financeiras, dentre outros direitos básicos. No capítulo 15, por seu turno, são analisadas as novas tecnologias associadas ao sistema de produção da farinha de mandioca pela Agroindústria Sabor de Bragança. Constata que a incorporação da tecnologia e inovação aplicada pela agroindústria permitiu a manutenção e consolidação da atividade da agroindústria familiar, com maior possibilidade de sustentação frente à forte variação nos preços praticados no mercado da farinha de mandioca. Assim, o empreendedorismo na agricultura familiar pode elevar os índices de produtividade e lucratividade e diminuir os custos, além de proporcionar o acesso a novos mercados. A abordagem em torno da avaliação das políticas públicas para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar permeia as discussões dos capítulos 16, 17 e 18. No capítulo 16, a avaliação recai sobre os impactos socioeconômicos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) na agricultura familiar do município de Capanema, Pará. Já a efetividade do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) é avaliada no município de Capanema-PA, no capítulo 17, e no município de Peixe Boi-PA, no capítulo 18. São subsídios importantes para que estes e outros programas sejam, de fato, vetores do desenvolvimento sustentável da agricultura familiar camponesa. A temática da alimentação e sustentabilidade perpassa os capítulos 19 e 20. Primeiramente, por meio do registro das dinâmicas alimentares e suas relações com os processos socioambientais no contexto da agricultura familiar na comunidade rural de Vila Nova, Augusto Corrêa, Pará (capítulo 19), constatando que a comunidade perdeu hábitos alimentares sustentáveis, dando lugar a uma dieta mais urbanizada, com alto consumo de produtos que nem sempre fazem bem a saúde. Em segundo lugar, analisando os desperdícios e perdas de alimentos comercializados nas feiras livres dos municípios de Capanema e Bragança (capítulo 20), identificando os principais impactos e desafios das feiras com relação aos aspectos socioeconômicos e ambientais. No capítulo 21, são analisados os principais motivos que tornam as cooperativas bem-sucedidas ou não, levando em consideração os diferentes modos de organização, as dificuldades enfrentadas no processo de implantação e os aspectos burocráticos e sociais, que envolvem as etapas de planejamento e de funcionamento de duas cooperativas no Nordeste Paraense, sendo um caso de sucesso e outro de fracasso. Apresenta boas inferências para o desejado sucesso das cooperativas de agricultura familiar na região, como apoio técnico especializado, planejamento das atividades e gestão democrática e participativa. Portanto, o livro é produto de um esforço coletivo em torno da valorização do diálogo de saberes para a sustentabilidade do desenvolvimento amazônico. E é com este propósito que apresentamos a obra como contribuição ao debate. Boa leitura!

Licença

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

21 Capítulos

Capítulo 1

SAPIENS: UMA BREVE HISTÓRIA DA HUMANIDADE

Almeida, João Gabriel Costa de
Souza, Lucas da Costa
Silva, Eleci Terezinha Dias da
10.37885/230914352
Capítulo 2

ELEMENTOS DA DINÂMICA TERRITORIAL DA DENDEICULTURA NA AMAZÔNIA ORIENTAL

Nahum, João Santos
Santos, Cleison Bastos dos
10.37885/230914353
Capítulo 3

A PANDEMIA COMO OPORTUNIDADE PARA AMPLIAR A FLEXIBILIDADE DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL: O CASO DA LIBERAÇÃO DE (MAIS) AGROTÓXICOS NO BRASIL

Teles, Natalia Luiza Correa
Silva, Arinaldo Pereira da
Santos, Paola Correa dos
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914354
Capítulo 4

RACISMO E INJUSTIÇA AMBIENTAL: ANÁLISE DO SANEAMENTO BÁSICO E DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS MORADORES DOS BAIRROS VITAL-LÂNDIA E CANTANHEDE DO MUNICÍPIO DE QUATIPURU-PA

Borges, Carla Gislaine Cavalcante
Nogueira, Ana Karlla Magalhães
Mourão, Francianne Vieira
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914355
Capítulo 5

ANÁLISE DA FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NO MUNICÍPIO DE BONITO-PA (1996-2017)

Raiol, Lucas Lima
Hayashi, Sanae Nogueira
Santos, Silvio Roberto Miranda dos
Silva Júnior, João Fernandes da
Santos, Dayla Carolina Rodrigues
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914356
Capítulo 6

CARACTERÍSTICAS E USOS SOCIAIS DA FLORA REMANESCENTE DE ÁREAS DE VÁRZEA EM COMUNIDADES RURAIS DO NORDESTE PARAENSE

Santos, Dayla Carolina Rodrigues
Lima, Karina Motta Melo
Tourinho, Manoel Malheiros
Santos, Silvio Roberto Miranda dos
Raiol, Lucas Lima
Sousa, Jonatha Ribeiro de
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914357
Capítulo 7

CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA DOS PESCADORES ARTESANAIS DE CAMARÃO DA COMUNIDADE RURAL DO ARAÍ, AUGUSTO CORRÊA, NORDESTE PARAENSE

Rosário, Danilo Fernandes do
Nogueira, Ana Karlla Magalhães
Hayashi, Sanae Nogueira
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914358
Capítulo 8

ESTUDO SOCIOAMBIENTAL DAS TÉCNICAS E PRÁTICAS DE CONSERVAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE SEMENTES PELAS/OS CAMPONESAS/ES DA COMUNIDADE KM 26, SANTA LUZIA DO PARÁ

Ramos, Marcio da Silva
Silva, Antonio Kledson Leal
Silva, Eleci Terezinha Dias da
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914359
Capítulo 9

AGROECOLOGIA E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL: O CASO DO SÍTIO AGROECOLÓGICO TOLÚ, IGARAPÉ-AÇÚ, PARÁ

Leão, Bernardo Milhomes
Farias, Taiana do Carmo
Silva, Antonio Kledson Leal
Silva, Eleci Terezinha Dias da
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914360
Capítulo 10

CONHECIMENTO POPULAR SOBRE O USO DE PLANTAS MEDICINAIS CULTIVADAS EM QUINTAIS NA VILA DO TAUARI, CAPANEMA, PARÁ

Rodrigues, Valdene Alves
Santos, Vitória Iris Silva dos
Nogueira, Ana Karlla Magalhães
Martins, Luciane Cristina Paschoal
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914361
Capítulo 11

PLANTAS MEDICINAIS E AGRICULTURA FAMILIAR: ESTUDO DO PERFIL SOCIOCULTURAL E LEVANTAMENTO DE ETNOESPÉCIES CULTIVADAS NA COMUNIDADE SÃO JOÃO, TOMÉ-AÇU/PA

Santos, Alessandra Dias dos
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
Lima, Karina Motta Melo
10.37885/230914362
Capítulo 12

ESTUDO DO SISTEMA SOCIAL E DO USO DE RECURSOS NATURAIS DA COMUNIDADE SANTO ANTÔNIO, SÃO MIGUEL DO GUAMÁ, NORDESTE PARAENSE

Lima, Laiane de Araujo
Rosa, Amanda Gama
Silva, Antonio Kledson Leal
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914363
Capítulo 13

ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE DA EXPANSÃO URBANA DO MUNICÍPIO DE MÃE DO RIO – PA: UMA APLICAÇÃO DO BARÔMETRO DA SUSTENTABILIDADE

Sousa, Naiara da Silva
Rosa, Amanda Gama
Silva, Antonio Kledson Leal
Gomide, Igor de Souza
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914364
Capítulo 14

ATUAÇÃO SOCIOECONÔMICA DAS MULHERES NO CONTEXTO DA AGRICULTURA FAMILIAR DE COMUNIDADES RURAIS DO NORDESTE PARAENSE, AMAZÔNIA ORIENTAL

Oliveira, Carla Nadiele Alves de
Nogueira, Ana Karlla Magalhães
Melo, Jéssica Regina Teixeira
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914365
Capítulo 15

ANÁLISE DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO DE FARINHA DE MANDIOCA: UM ESTUDO DE CASO DA AGROINDÚSTRIA SABOR DE BRAGANÇA

Silva Júnior, Antônio Mariano Gomes da
Cruz, Paulo Jailson Amorim da
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
Martins, Luciane Cristina Paschoal
Amaro, Pâmela da Silva
Nogueira, Ana Karlla Magalhães
10.37885/230914366
Capítulo 16

AVALIAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (PNAE) NA AGRICULTURA FAMILIAR DO MUNICÍPIO DE CAPANEMA-PA

Pinheiro, Hellem Dayane dos Santos
Gomes, Roberta Carvalho
Aragão, Rafael Magalhães de
Moraes, Carla Kelen de Andrade
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
Nogueira, Ana Karlla Magalhães
10.37885/230914367
Capítulo 17

AGRICULTURA FAMILIAR E POLÍTICAS PÚBLICAS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO DO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE CAPANEMA, NORDESTE PARAENSE, AMAZÔNIA ORIENTAL

Sena, Ayrton de Souza
Barbosa, Kamila Luena Quadros
Carvalho, Salma Saráty de
Silva, Eleci Terezinha Dias da
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914368
Capítulo 18

AGRICULTURA FAMILIAR CAMPONESA E POLÍTICAS PÚBLICAS DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL: UMA ANÁLISE DO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE PEIXE-BOI, PARÁ

Costa, Igor Andre da
Silva, Eleci Terezinha Dias da
Lima, Karina Motta Melo
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914369
Capítulo 19

REGISTRO DAS DINÂMICAS ALIMENTARES, SOCIOECONÔMICAS E AMBIENTAIS NA COMUNIDADE RURAL DE VILA NOVA, AUGUSTO CORRÊA, PA

Silva, Ieda Valeria Pereira da
Lima, Karina Motta Melo
Santos, Neuma Teixeira dos
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914370
Capítulo 20

ANÁLISE DOS DESPERDÍCIOS DE ALIMENTOS COMERCIALIZADOS NAS FEIRAS LIVRES DOS MUNICÍPIOS DE CAPANEMA E BRAGANÇA, NORDESTE PARAENSE

Uchôa, Jacyane Pereira Gomes
Bezerra, Marta Juliana Costa
Nogueira, Ana Karlla Magalhães
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
Moraes, Carla Kelen de Andrade
Carvalho, Salma Saraty de
10.37885/230914371
Capítulo 21

COOPERATIVISMO: DESAFIOS DA ORGANIZAÇÃO E PERSPECTIVAS NO NORDESTE PARAENSE

Santos, Dayla Carolina Rodrigues
Melo, Laene Tayse da Silva
Melo Júnior, Luiz Cláudio Moreira
10.37885/230914372