O CUIDADO FAMILIAR FRENTE A RIGIDEZ COMPORTAMENTAL DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO

Code: 231014605
Downloads
60
Views
87
Compartilhe
Título

O CUIDADO FAMILIAR FRENTE A RIGIDEZ COMPORTAMENTAL DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO

Autores(as):
  • Maria Paula Alves De Ávila

  • Lucieny Almohalha

DOI
  • DOI
  • 10.37885/231014605
    Publicado em

    29/02/2024

    Páginas

    254-276

    Capítulo

    14

    Resumo

    Objetivo: Investigar as soluções e manejo adotadas por cuidadores em relação a rigidez comportamental de sua criança com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Métodos: pesquisa de campo, transversal, exploratória e descritiva, de uma abordagem quantitativa realizado com cuidadores de crianças diagnosticadas com TEA com até 10 anos de idade. A coleta foi feita via aplicação de um questionário elaborado pelas próprias pesquisadoras que continha dados sociodemográficos dos participantes e da história geral do desenvolvimento da criança e um Checklist Comportamental, composto por itens relacionados aos comportamentos rígidos exibidos pelas crianças. Os cuidadores ainda preencheram nesse Checklist sobre as estratégias que criaram para lidar com o referido comportamento. Coletados os dados, foi realizado, via tabelas do Microsoft Excel® a análise descritiva com contagem de frequência e porcentagem de aparição de respostas. Os dados qualitativos passaram pela técnica de análise de conteúdo do tipo temática. Resultados: Este estudo contou com a participação de 19 cuidadores de crianças com TEA, sendo a maioria mães com idades entre 30 e 40 anos e de diferentes níveis educacionais. Os resultados revelaram que a maioria das crianças eram meninos e tinha idades entre 2 e 10 anos. Em relação à escolaridade, a maioria estava matriculada nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Foram identificadas algumas condições associadas ao TEA e o uso de diferentes medicamentos. A maioria das crianças recebiam acompanhamento profissional multidisciplinar, envolvendo a atuação de dois ou mais profissionais de saúde. O estudo também abordou as aquisições do desenvolvimento infantil relatadas pelos cuidadores e utilizou o Checklist Comportamental, categorizado em cinco áreas temáticas para coletar dados relacionados às áreas de ocupação das crianças. Conclusão: O diagnóstico de TEA implica desafios significativos para a dinâmica familiar, exigindo ajustes e reorganizações para atender às necessidades específicas da criança. A inflexibilidade cognitiva pode resultar em comportamentos rígidos que representam um desafio para o manejo. Este estudo identificou que os comportamentos rígidos não apresentaram relação com a idade das crianças, porém, podem levar ao aumento do estresse e da ansiedade, desencadeando crises. Alguns cuidadores adotam estratégias de enfrentamento para reduzir temporariamente o estresse, mas é importante questionar se essas estratégias reforçam a inflexibilidade e podem ter consequências negativas para a autonomia da criança. A capacitação dos cuidadores, o suporte social e as estratégias de manejo eficazes são fundamentais para oferecer soluções adequadas e evitar o cansaço e estresse adicional da família. Além disso, uma equipe interdisciplinar deve considerar as particularidades e necessidades específicas de cada criança, abordando os aspectos sociais, emocionais, motores, sensoriais e cognitivos em suas intervenções.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Transtorno do Espectro do Autismo, Rigidez Comportamental, Manejo Familiar, Desenvolvimento Infantil.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar