NOVAS TERRITORIALIDADES E AGROECOLOGIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA DE UMA IMERSÃO AGROECOLÓGICA NO TERRITÓRIO DA CHAPADA DO ARARIPE

Code: 231215141
Downloads
12
Views
19
Compartilhe
Título

NOVAS TERRITORIALIDADES E AGROECOLOGIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA DE UMA IMERSÃO AGROECOLÓGICA NO TERRITÓRIO DA CHAPADA DO ARARIPE

Autores(as):
  • Danilo Moreira Dos Santos

  • Rosângela Bezerra Fonseca

  • Patrícia Pereira Alves

  • Alineaurea Florentino Silva

  • Luciana Souza De Oliveira

  • Helder Ribeiro Freitas

  • Clecia Simone Gonçalves Rosa Pacheco

  • Lúcia Marisy Souza Ribeiro de Oliveira

DOI
  • DOI
  • 10.37885/231215141
    Publicado em

    26/03/2024

    Páginas

    127-157

    Capítulo

    6

    Resumo

    Este trabalho visa apresentar um relato de experiência de uma imersão agroecológica ocorrida no território da Chapada do Araripe, na qual os autores estiveram envolvidos, e relacionar essa vivência com aspectos das novas territorialidades em agroecologia, tendo em vista as dinâmicas socioespaciais praticadas nos espaços observadas: o SAF da Família Lermen (Exu-PE), SAF do Sítio Lírio (Santana do Cariri-CE) e SAFA Morada Mirawê (Crato-CE). A metodologia de trabalho durante a incursão agroecológica em campo baseou-se na realização de observação participante, diálogos, conversas e entrevistas espontâneas, além de registros fotográficos nas propriedades. O foco dado à abordagem analítica, na escrita do trabalho, buscou uma articulação com o Estudo de Caso. Dentre os principais resultados obtidos, nota-se que as propriedades visitadas apresentam diferenças em dados aspectos e semelhanças em outros, considerando-se suas características ambientais, produtivas, econômicas e socioculturais. A realidade dos SAFs observados representa o surgimento e desenvolvimento de novas práticas socioespaciais no campo (novas territorialidades) relacionadas à agroecologia, as quais se evidenciam sobretudo quando essas famílias e grupos se organizam para expor seu modo de vida às demais comunidades. Nesse processo, elas desenvolvem um modelo de trabalho específico, um relacionamento consciente e de respeito com o meio ambiente e uma verdadeira busca pela prática agroecológica, que nesses casos observados se consolida não apenas como forma de trabalho ou sistema produtivo, mas também como uma filosofia de vida. De maneira geral, a visita técnica relatada possibilitou a consolidação de experiências fundamentais no campo da agroecologia e desenvolvimento territorial, contribuindo, ainda, para evidenciar essa atividade como recurso pedagógico alternativo e como uma possibilidade construtiva no âmbito da ciência agroecológica e de sua relação com o desenvolvimento de territórios.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    sistemas agroflorestais agroecológicos, alimentação saudável, desenvolvimento rural sustentável, agricultura familiar orgânica, territorialidade.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar