A CONTRIBUIÇÃO DA PALHAÇOTERAPIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA HOSPITALIZADA E PARA A FORMAÇÃO ACADÊMICA

Code: 230412904
46
2
Título

A CONTRIBUIÇÃO DA PALHAÇOTERAPIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA HOSPITALIZADA E PARA A FORMAÇÃO ACADÊMICA

Autores(as):
  • Pedro Henrique Silva De Grácia

    GRACIA, P.H.S

  • Gabriel Silveira Parreira

    PARREIRA, G.S

  • Luiza Miziara Brochi

    BROCHI, L.M

  • Henrique Dornelas Borges Garcia

    GARCIA, H.D.B

  • Juliana Karine Siqueira Leite

    LEITE, J.K.S

  • Felipe Lúcio Cordeiro Freitas

    FREITAS, F.L.C

  • Rafaela Melo Sisconetto

    SISCONETTO, R.M

  • Amanda Maia Pereira

    PEREIRA, A.M

  • Ana Cecília Vieira Lima

    VIEIRA, A.C

  • Kellen Cristina Kamimura Barbosa Silva

    SILVA, K.C.K.B

DOI
10.37885/230412904
Publicado em

31/05/2023

Páginas

121-134

Capítulo

8

Resumo

A infância é considerada um marco no desenvolvimento físico e emocional, onde as primeiras experiências vividas nessa fase são fundamentais para o aprendizado e para a formação da base do desenvolvimento. A plasticidade do cérebro infantil é um fator relevante, uma vez que a formação de novas conexões neurais sustenta o aprendizado de habilidades cognitivas, emocionais e sociais. Ademais, o brincar é visto como um elemento importante para a aprendizagem e socialização, sendo considerado um direito da criança. Por outro lado, a doença na infância pode comprometer o desenvolvimento, especialmente quando leva a procedimentos invasivos e internações hospitalares que alteram o padrão de atividades e reduzem o brincar. Nessa perspectiva, é de suma importância atividades lúdicas no ambiente hospitalar como forma de auxílio no manejo do estresse e da ansiedade durante a convalescença da criança.Desse modo, o propósito deste capítulo é apresentar um relato de experiência de um grupo de estudantes da área da saúde em Minas Gerais, os quais participam de um projeto de extensão universitária que visa refletir sobre o processo saúde-doença e disseminar os princípios da humanização nos atendimentos de saúde. O grupo realiza estudos, seminários e atividades para a comunidade, incluindo visitas a um hospital infantil com a figura do palhaço, que é usada como uma ferramenta para promover a alegria, o bem-estar e o relaxamento. As atividades incluem contação de histórias, brincadeiras, música e dança. A contação de histórias contribui para o desenvolvimento do lúdico e pode despertar o interesse pela leitura, enquanto as brincadeiras resgatam o brincar e estimulam o desenvolvimento infantil. A música e a dança são usadas como forma de expressão e comunicação social. O projeto busca promover uma melhor resposta ao tratamento e a promoção de condições para o desenvolvimento infantil. De acordo com a literatura e após o relato de experiência, pode-se inferir que a importância do brincar e da música são ferramentas de humanização e promoção de saúde em instituições de saúde, especialmente em ambientes hospitalares. O brincar permite à criança hospitalizada a continuidade do seu desenvolvimento, ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade, e traz benefícios adicionais para a convalescença. Já a música, por ser um elemento universal, promove a diminuição do estresse, medo e insegurança, além de melhorar a fisiologia e ter um papel educacional. A interação lúdica com os pacientes é muito valiosa para os "Acadêmicos palhaços" (AP), estudantes de cursos da área da saúde, que buscam aprimorar o potencial das interações humanas na promoção de saúde.

Palavras-chave

Desenvolvimento Infantil, Palhaçoterapia, Extensão Acadêmica

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.