TRIAGEM DE MANCHESTER DO PACIENTE COM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL: DIFICULDADES DE ENFERMEIROS BRASILEIROS E PORTUGUESES

Code: 220910300
Downloads
17
Views
109
Compartilhe
Título

TRIAGEM DE MANCHESTER DO PACIENTE COM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL: DIFICULDADES DE ENFERMEIROS BRASILEIROS E PORTUGUESES

Autores(as):
  • Anna Caroline Leite Costa

  • Léia Arcanjo Mendes

  • Brisa Emanuelle Silva Ferreira

  • Ângela Maria Leite Costa

  • Selme Silqueira De Matos

  • Alexandre Silveira Sete

  • Leonel São Romão Preto

DOI
  • DOI
  • 10.37885/220910300
    Publicado em

    01/11/2022

    Páginas

    497-510

    Capítulo

    33

    Resumo

    Objetivo: Identificar dificuldades encontradas pelos profissionais de enfermagem durante a Triagem de Manchester, em especial na suspeita de AVC, em um hospital português e um brasileiro. Método: Estudo quantitativo, com abordagem descritiva e recorte transversal realizado com 21 enfermeiros portugueses e 10 enfermeiros brasileiros. O projeto foi aprovado nos respectivos comitês de ética das instituições de estudo. Resultados: A maioria dos participantes eram do sexo feminino, e a média de idade dos enfermeiros portugueses foi de 39,7 anos, enquanto dos brasileiros foi de 32,8. O tempo médio de experiência em serviço de urgência foi de 9,5 anos entre os portugueses e 6,8 anos para os brasileiros. Os participantes brasileiros indicaram maior dificuldade em lidar com número elevado de pacientes em relação à real capacidade do serviço. A maior parte dos respondentes de ambos os países relataram que os critérios de ativação da via verde/fluxo do Acidente Vascular Cerebral não eram uma dificuldade para eles. A informação quanto ao tempo de início dos sintomas por parte dos pacientes demonstrou-se como uma dificuldade. Conclusão: Os achados favorecem as discussões sobre a temática e contribuem para a identificação de pontos passíveis de melhorias na triagem do paciente com suspeita de Acidente Vascular Cerebral.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Acidente Vascular Cerebral, Triagem, Hospitais de Emergência, Equipe de Enfermagem, Enfermagem em Emergência.

    Publicado no livro

    OPEN SCIENCE RESEARCH VI

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar