PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT ENTRE PROFISSIONAIS DA SAÚDE ATUANTES EM UM HOSPITAL PÚBLICO DE REFERÊNCIA NA AMAZÔNIA PARAENSE

Code: 210705577
Downloads
9
Views
95
Compartilhe
Título

PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT ENTRE PROFISSIONAIS DA SAÚDE ATUANTES EM UM HOSPITAL PÚBLICO DE REFERÊNCIA NA AMAZÔNIA PARAENSE

Autores(as):
  • Claudia Ribeiro de Souza

  • Leilane Ribeiro de Souza

  • Jéssica dos Santos Silva

  • Lívia de Aguiar Valentim

  • Yuri Vasconcelos Andrade

  • Emanuely Oliveira Vitório

  • Jade Pinto dos Santos

  • Glailson França de Souza

  • Ismael Ferreira Barreto Júnior

  • Edilmara Patrícia Rocha

DOI
  • DOI
  • 10.37885/210705577
    Publicado em

    31/08/2021

    Páginas

    227-236

    Capítulo

    18

    Resumo

    Objetivou-se investigar a prevalência da Síndrome de Burnout entre os profissionais de saúde de um hospital público de referência da Amazônia paraense. Trata-se de uma pesquisa descritiva, quantitativa, transversal, realizada em setembro de 2017, em um hospital de média e alta complexidade do estado do Pará. Participaram 95 profissionais, que responderam ao questionário de Maslach Burnout Inventory – Human Services Survey (MBI-HSS), autoaplicável, validado e traduzido para a língua portuguesa. A classificação geral dos itens do MBI-HSS inclui: Nenhum indício da Burnout; possibilidade de desenvolver Burnout; fase inicial; fase de instalação; e fase considerável da Burnout. Para análise, foi realizada a estatística descritiva e inferencial por meio de Microsoft Excel e o software BioEstat. 5.3, respectivamente, sendo estabelecido o nível de significância de 5%, para um valor de p<0,05. Participaram 95 profissionais da saúde, sendo 21 enfermeiros, 63 técnicos de enfermagem, 3 médicos, 1 psicólogo, 2 farmacêuticos, 3 técnicos em farmácia, 1 técnico em radiologia e 1 assistente social. A prevalência da Síndrome de Burnout foi de 100% na amostra avaliada, destes 30,5% estavam na fase inicial da Síndrome e 62,2% estavam na fase de instalação da doença. Dentre os profissionais, os enfermeiros e técnicos de enfermagem foram os mais acometidos. Diante disso, recomenda-se à instituição hospitalar que disponibilize suporte psicológico aos profissionais de saúde, intervindo precocemente com o desenvolvimento de atividades que proporcionem o bem-estar no ambiente de trabalho, em especial, para a equipe de enfermagem, além prover melhorias nas condições laborais.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Síndrome de Burnout, Profissionais da Saúde, Saúde Hospitalar.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar