ESTUDO PROGNÓSTICO E AVALIATIVO DA PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM ESTUDANTES DO 1ᵒ ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL NOSSA SENHORA DE NAZARÉ NO MUNICÍPIO DE MANACAPURU-AM

Code: 210203150
Downloads
6
Views
33
Compartilhe
Título

ESTUDO PROGNÓSTICO E AVALIATIVO DA PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM ESTUDANTES DO 1ᵒ ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL NOSSA SENHORA DE NAZARÉ NO MUNICÍPIO DE MANACAPURU-AM

Autores(as):
  • SÔnia Maciel da Rosa

  • IzÉlia Barbosa da Silva Pinheiro

DOI
  • DOI
  • 10.37885/210203150
    Publicado em

    01/05/2021

    Páginas

    136-151

    Capítulo

    12

    Resumo

    A prevalência de sobrepeso e obesidade tem sofrido um grande aumento no mundo nas últimas décadas, sendo considerado um grave problema de saúde pública tem atingido indistintamente adultos, crianças e adolescentes, em todas as classes sociais tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento. Considerada uma doença crônica a obesidade envolve fatores sociais, comportamentais, nutricionais, hormonais, ambientais, culturais, genéticos, psicológicos, metabólicos e medicamentosos. Considerando-se que o patrimônio genético da espécie humana não tenha sofrido alterações importantes nas últimas décadas e o consumo de alimentos com alto valor energético seja suficiente para explicar o crescente aumento da obesidade no mundo, outros fatores como ambientais e comportamentais possam explicar essa epidemia. Diante do exposto, os motivos que moveram esse estudo foi avaliar a prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes, analisar antecedentes familiares para diabetes e o nível de atividade física praticada. O estudo foi realizado em três turmas do 1º ano do Ensino Médio da escola Estadual Nossa Senhora de Nazaré no município de Manacapuru/AM, com 85 participantes voluntários, entre 13 a 16 anos de ambos os sexos, foi entregue um Termo sob o aval do comitê de ética, foram submetidos a exames antropométricos; os dados foram discriminados e analisados conforme os padrões estabelecidos pela OMS e SBD. Os resultados obtidos foram que, em relação a obesidade 12,04% apresentaram sobrepeso, 6,03% obesidade grau I, 78,3% eutrofia e 3,6% risco para baixo peso, não houve alterações significativas quanto ao sexo, mas um possível aumento nos alunos com maior idade. Outro fator importante a ser considerado é a redução da atividade física substituída pela vida sedentária ocasionada pelas novas tecnologias utilizadas pelas pessoas e alto índice de familiares com diabetes, hipertensão e obesidade, que são fatores de risco para as doenças crônicas. Fica como alerta ações de prevenção e promoção da saúde. Assim sendo, a escola pode ser usada como canal de aplicação de estratégias no incentivo a mudanças de hábitos, na conscientização da ocorrência da obesidade e seus danos à saúde.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Sobrepeso, Obesidade na adolescência, IMC,Percentil.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar