BATATA-DOCE: DIVERSIDADE E CONSERVAÇÃO DOS RECURSOS GENÉTICOS

Code: 220910002
Downloads
28
Views
72
Compartilhe
Título

BATATA-DOCE: DIVERSIDADE E CONSERVAÇÃO DOS RECURSOS GENÉTICOS

Autores(as):
  • Vinicius Alves Porto Rodrigues

  • Jeany Dare

  • João Carlos Cansian Junior

  • Ueldiane Quintiliano Lins

  • Monique Moreira Moulin

DOI
  • DOI
  • 10.37885/220910002
    Publicado em

    01/11/2022

    Páginas

    52-66

    Capítulo

    2

    Resumo

    A batata-doce (Ipomea batatas) pertence à família Convolvulaceae, sendo originária da América Tropical, mais precisamente do atual território mexicano até o norte do território colombiano. A hortaliça tuberosa é a sexta cultura alimentar mais relevante no mundo, atrás somente do milho, trigo, arroz, batata comum e mandioca. Somente em 2016 a cultura apresentou uma produção mundial estimada de 100 milhões de toneladas. É cultivada principalmente por pequenos produtores, onde seu cultivo ocorre de forma consorciada à diversas outras culturas em campo, com a finalidade principal de atender a alimentação humana e também a alimentação de animais domésticos. Embora a raiz seja a principal parte consumida, o caule e folhas também podem ser empregados na alimentação humana. A raiz da batata-doce é um alimento energético que pode erradicar carências nutricionais em indivíduos com deficiência de consumo em calorias ou nutrientes. As raízes são constituídas principalmente por carboidratos (85% da matéria seca), mas também são uma ótima fonte de vitaminas (A, C e complexo B), minerais (ferro, cobre e potássio), antioxidantes (carotenoides e antocianinas), proteínas e entre outros. Além disso a batata-doce desempenha uma considerável importância para manter a segurança alimentar, já que é uma das principais fontes de alimento para as populações afetadas pela pobreza. A cultura possui uma considerável variabilidade genética em razão da mesma apresentar poliploidia, uma condição relevante na diversificação e evolução das plantas. Logo, conservar essa diversidade é algo fundamental para a humanidade como um todo, e os bancos de germoplasma podem auxiliar nesse objetivo, já que os mesmos servem como um reservatório de genes. Além disso os bancos de germoplasma disponibilizam informações preciosas sobre a cultura, que são valiosas para melhoristas quando forem desenvolver algum trabalho visando melhorar alguma característica específica como resistência a certa doença ou praga; maior tolerância ao estresse hídrico; maior concentração de carboidratos; vitaminas e minerais na raiz e etc. E em razão dessa importância de preservar a diversidade da cultura em que foi implementado um Banco Ativo de Germoplasma (BAG) de batata-doce no IFES Campus de Alegre, composto por 39 acessos oriundos da região Sul do estado do Espírito Santo, mais especificamente de 4 municípios (Alegre, Jerônimo Monteiro, Mimoso do Sul e Muniz Freire), onde grande parte dos acessos foram obtidos em propriedades rurais, porém foram adquiridos também em mercados e na própria instituição.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Banco ativo de germoplasma, Batata-doce, Preservação, Espírito Santo.

    Publicado no livro

    OPEN SCIENCE RESEARCH VI

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar