A EXPERIÊNCIA DO AFRO-PROTESTANTISMO NO ESTADO DO AMAPÁ-BRASIL

Code: 220910156
Downloads
2
Views
99
Compartilhe
Título

A EXPERIÊNCIA DO AFRO-PROTESTANTISMO NO ESTADO DO AMAPÁ-BRASIL

Autor(a):
  • Elivaldo Serrão Custódio

DOI
  • DOI
  • 10.37885/220910156
    Publicado em

    01/11/2022

    Páginas

    1261-1279

    Capítulo

    88

    Resumo

    O presente texto objetiva discutir sobre a experiência do afro-protestantismo no estado do Amapá, isto é, a experiência híbrida de cunho religioso afro com o protestantismo histórico e pentecostal de um quilombo localizado no município de Macapá-AP. Quilombo este de origem africana que surgiu em 1954, mas que a partir de 1968 optou pela religiosidade protestante. Trata-se de um estudo etnográfico de natureza qualitativa que adotou a pesquisa bibliográfica, a análise documental e a entrevista semiestruturada como forma de investigação. Os resultados da pesquisa apontam que a “nova identidade quilombola” da CRQMP é o resultado de uma junção de elementos ligados às raízes de sua ancestralidade com elementos e símbolos de doutrinas protestantes, ou seja, há um hibridismo cultural-religioso. Além disso, os resultados da pesquisa demonstram que embora não haja essência de uma identidade negra pura e/ou autêntica, os traços de cultura negra estão presentes em seu cotidiano, nas formas de criar, saber e fazer, como pudemos perceber em suas celebrações religiosas afro-protestante.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Religiosidade, Afro-protestantismo, Amapá.

    Publicado no livro

    OPEN SCIENCE RESEARCH VI

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar