USO DE REJEITOS DE MINERAÇÃO EM PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS: UM REFERENCIAL TEÓRICO

Code: 210805932
30
14
Título

USO DE REJEITOS DE MINERAÇÃO EM PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS: UM REFERENCIAL TEÓRICO

Autores(as):
  • Sandra Oda

    Oda, Sandra

  • Thomas Schatzmayr Welp Sá

    Sá, Thomas Schatzmayr Welp

  • Romildo Dias Toledo Filho

    Toledo Filho, Romildo Dias

  • Vivian Karla Castelo Branco Louback Machado Balthar

    Balthar, Vivian Karla Castelo Branco Louback Machado

DOI
10.37885/210805932
Publicado em

01/10/2021

Páginas

152-172

Capítulo

11

Resumo

As atividades de mineração, no Brasil, desempenham um importante papel social e econômico no país. Aliado a este fato, a mineração produz uma grande quantidade de rejeitos, os quais a destinação é um desafio econômico e ambiental para as empresas mineradoras. Os resíduos de mineração são estudados como fonte alternativa de materiais para diversas aplicações, e, dentre elas, para a construção de pavimentos. Este trabalho apresenta o desenvolvimento da pesquisa relacionada ao uso de rejeitos de mineração em pavimentos. Foram encontrados trabalhos relacionados aos rejeitos de minério de ferro, bauxita, cobre e tungstênio. O rejeito de minério de ferro apresentou maior número de publicações e, consequentemente, uma maior abrangência de temas explorados, quando comparado com os demais. Os rejeitos de mineração foram estudados em misturas asfálticas, misturas cimentícias para pavimentos rígidos e blocos de pavimento intertravado, e, em misturas para compor as camadas de base, sub-base e reforço de subleito.

Palavras-chave

Rejeito de mineração, Minério de ferro, Pavimentação, Materiais alternativos.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.