UMA ANÁLISE DA LINGUAGEM ALEGÓRICA DAS EMOÇÕES NA OBRA UM COPO DE CÓLERA ATRAVÉS DA FILOSOFIA DA LINGUAGEM DO SEGUNDO WITTGENSTEIN

Code: 220709521
Downloads
7
Views
16
Compartilhe
Título

UMA ANÁLISE DA LINGUAGEM ALEGÓRICA DAS EMOÇÕES NA OBRA UM COPO DE CÓLERA ATRAVÉS DA FILOSOFIA DA LINGUAGEM DO SEGUNDO WITTGENSTEIN

Autor(a):
  • Eugênia Ribeiro Teles

DOI
  • DOI
  • 10.37885/220709521
    Publicado em

    30/09/2022

    Páginas

    92-111

    Capítulo

    5

    Resumo

    Na sua obra Um copo de cólera, Raduan Nassar narra uma história repleta de fortes emoções expressas pelos personagens. Ao longo da narrativa, verifica-se o papel fundamental que tais emoções desempenham na forma que os personagens percebem e interagem com a realidade. Mas, ao mesmo tempo, o ofício de descrevê-los requer uma linguagem que extrapola o sentido usual dos termos, fazendo-se uso de metáforas e analogias. Essa peculiaridade, a presença desses episódios emocionais no texto, requer um aparato interpretativo capaz de adentrar na linguagem própria das emoções. A partir disso, pretende-se fazer uma análise da linguagem utilizada para descrever as emoções, utilizando a filosofia da linguagem do segundo Wittgenstein como ferramenta interpretativa, a qual é baseada na noção de “significado enquanto uso” e da “teoria dos jogos de linguagem”. Com essa análise, objetiva-se investigar a possibilidade de que as emoções possuem uma linguagem própria e que para compreender seus significados é preciso que o(a) escritor(a), o texto e o(a) leitor(a) façam parte do mesmo jogo linguístico.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Linguagem das emoções, Jogos de linguagem, Raduan Nassar.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar