TESTES DIAGNÓSTICOS PARA IDENTIFICAÇÃO DE SARS-COV-2 E VARIANTES EM ESTÁGIOS INICIAIS DE COVID-19 – UMA REVISÃO: DIAGNOSTIC TESTS FOR IDENTIFICATION OF SARS-COV-2 AND VARIANTS IN ERLY STAGES OF COVID-19 – A REVIEW

Code: 240315963
Downloads
3
Views
72
Compartilhe
Título

TESTES DIAGNÓSTICOS PARA IDENTIFICAÇÃO DE SARS-COV-2 E VARIANTES EM ESTÁGIOS INICIAIS DE COVID-19 – UMA REVISÃO: DIAGNOSTIC TESTS FOR IDENTIFICATION OF SARS-COV-2 AND VARIANTS IN ERLY STAGES OF COVID-19 – A REVIEW

Autores(as):
  • Rodrigo Gabriel Valverde Rodrigues

  • Eva Ida Reis Leite Machado

  • Geovana Reis Silva

  • Ricardo Augusto Lopes

  • Vinícius José De Oliveira

  • Izabel Cristina Rodrigues Da Silva Da Silva

  • João Paulo Martins Do Carmo

DOI
  • DOI
  • 10.37885/240315963
    Publicado em

    30/03/2024

    Páginas

    225-239

    Capítulo

    17

    Resumo

    Durante a pandemia de COVID-19, entre os anos de 2019 a 2021, houve um progresso substancial na pesquisa clínica global para o entendimento de sua fisiopatologia e o desenvolvimento de vacinas. A participação de pesquisadores brasileiros foi crucial, desde o sequenciamento do primeiro genoma do SARS-CoV-2 até a colaboração internacional nos testes clínicos de desenvolvimento de vacinas como as do Instituto Butantan (Coronavac), Astra Zeneca (Oxford University e FIOCRUZ), inicialmente; e posteriormente, da Pfizer e Janssen. Porém, houve preocupações quanto aos níveis de testagem dos brasileiros, tanto por PCR quanto por testes rápidos. Embora o RT-PCR seja o padrão ouro, ele não está disponível em todas os rincões brasileiros, devido ao alto custo, sendo restrito a grandes centros clínico-hospitalares. Enquanto isso, os vários testes rápidos disponíveis comercialmente, apresentaram sensibilidade e especificidade discutíveis, muitas vezes com falsos positivos e falsos negativos não ignoráveis. Assim, à medida que a população foi aderindo às primeiras doses da vacinação, a quantidade de pessoas testadas, que já era baixa no Brasil, foi diminuindo, o que dificulta avaliações sobre a presença de novas variantes e como preveni-las. Assim, este trabalho consistiu em realizar uma revisão bibliográfica sobre o desenvolvimento de testes imunodiagnósticos baseados no ELISA para detecção do SARS-CoV-2 nos fluidos e secreções nasais e/ou saliva dos pacientes, confirmáveis por RT-PCR, realizados durante a pandemia de COVID-19 até o momento, como alternativa aos testes sanguíneos ou sorológicos relativamente mais invasivos.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    COVID-19, diagnóstico, pandemia, prevenção, saúde pública.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar