SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: JUVENTUDE BRASILEIRA, DIREITOS E PERSPECTIVAS

Code: 200800840
13
4
Título

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: JUVENTUDE BRASILEIRA, DIREITOS E PERSPECTIVAS

Autores(as):
  • Simone Cesario Soares

    Soares, Simone Cesario

  • Marli Renate Von Borstel Roesler

    Roesler, Marli Renate von Borstel

  • Altevir Signor

    Signor, Altevir

DOI
10.37885/200800840
Publicado em

30/10/2020

Páginas

391-409

Capítulo

25

Resumo

A garantia dos direitos humanos de todos, é uma das preocupações das organizações mundiais. De uma forma geral os Direitos Humanos podem ser compreendidos como aqueles que o indivíduo possui, simplesmente tem por ser uma pessoa humana, pela importância de sua existência, como por exemplo: o direito à vida, à família, a alimentação, a educação, ao trabalho, a liberdade, a orientação sexual e meio ambiente sadio, e para isso é imprescindível tratarmos da sustentabilidade. A sociedade atual precisa criar mecanismos de desenvolvimento global baseado no respeito pela natureza, nos direitos humanos universais, na justiça econômica. A sustentabilidade vista a partir de uma conformidade entre a humanidade e a natureza, relacionado ao impacto das atividades econômicas no meio ambiente e dessa relação, a busca pela qualidade de vida dessa geração, e das futuras. Assim este trabalho busca compreender o papel do jovem diante deste cenário, ou seja, compreender como as Políticas Públicas brasileiras, através da educação, dos jovens podem desenvolver-se ações que promovam a inserção deste grupo, mais especificamente nos problemas ambientais e sustentabilidade.

Palavras-chave

Meio-ambiente, Políticas Públicas, Juventude, Educação.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.