SONDA ENTERAL: TIPOS, FINALIDADES E PRÁTICAS SEGURAS NA PREVENÇÃO DE EVENTOS ADVERSOS

Code: 221111098
62
0
Título

SONDA ENTERAL: TIPOS, FINALIDADES E PRÁTICAS SEGURAS NA PREVENÇÃO DE EVENTOS ADVERSOS

Autores(as):
  • Fernanda Raphael Escobar Gimenes

    Gimenes, Fernanda Raphael Escobar

  • Seluane Gonçalves Silva

    Silva, Seluane Gonçalves

  • Rosana Aparecida Pereira

    Pereira, Rosana Aparecida

  • Mayara Carvalho Godinho Rigobello

    Rigobello, Mayara Carvalho Godinho

  • Laís Facioli Rosa Moreno Da Costa

    Costa, Laís Facioli Rosa Moreno da

  • Joana Márcia Martins Duarte

    Duarte, Joana Márcia Martins

  • Aline Eloá Barbosa

    Barbosa, Aline Eloá

DOI
10.37885/221111098
Publicado em

29/12/2022

Páginas

185-199

Capítulo

15

Resumo

Os objetivos deste capítulo são conceituar sonda enteral e apresentar os tipos, as finalidades e as práticas seguras para a prevenção de eventos adversos em indivíduos adultos. Trata-se de uma revisão narrativa com enfoque teórico pautado em publicações nacionais e internacionais, aliado à experiência das pesquisadoras em segurança do paciente adulto em uso de sonda enteral. São apresentados os tipos de sondas, suas finalidades e riscos associados. Também são apresentadas duas vertentes para reduzir o risco de eventos adversos associados ao mau posicionamento desses tubos. Conclui-se que as sondas enterais são comuns na prática clínica e podem estar associadas a eventos adversos graves e fatais. Outrossim, sonda posicionada em local correto pode ser considerada um indicador de qualidade da assistência.

Palavras-chave

Intubação gastrointestinal, Nutrição enteral, Segurança do paciente, Sondas de alimentação, Eventos adversos.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.