SEGURANÇA ALIMENTAR NAS ETAPAS DA CADEIA PRODUTIVA DA CASTANHA-DO-BRASIL (BERTHOLETHIA EXCELSEA H.B.K.)

Code: 200800983
15
7
Título

SEGURANÇA ALIMENTAR NAS ETAPAS DA CADEIA PRODUTIVA DA CASTANHA-DO-BRASIL (BERTHOLETHIA EXCELSEA H.B.K.)

Autores(as):
  • Orquidea Vasconcelos Santos

    Santos, Orquidea Vasconcelos

  • Luíza Castro França

    França, Luíza Castro

  • Mayara Galvão Martins

    Martins, Mayara Galvão

  • Stephanie Dias Soares

    Soares, Stephanie Dias

  • Francisco das Chagas Alves do Nascimento

    Nascimento, Francisco das Chagas Alves do

DOI
10.37885/200800983
Publicado em

19/09/2020

Páginas

582-600

Capítulo

40

Resumo

Esta pesquisa teve como intento maior abordar os principais aspectos relacionados as diferentes etapas da cadeia produtiva da castanha-do-Brasil que podem inferir na segurança alimentar do consumidor desta oleaginosa amazônica. É reconhecido internacionalmente as propriedades nutricionais e funcionais bioativas a saúde humana do consumo desta fruta. Seu sistema considerado orgânico de cultivo tem seu ponto forte. Mas, seu manejo ainda extrativista pode impor alguns riscos, caso as ferramentas de boas praticas de produção, manejo e industrialização não sejam cumpridas e fiscalizadas. O clima quente e úmido da região amazônica é ideal para o desenvolvimento de microrganismos, que se alimentam dos nutrientes contidos nas amêndoas, produzindo uma rancificação geradora da aflatoxina, substância cancerígena que representa um grande risco à segurança alimentar quando consumida regularmente. Nutricionalmente, está oleaginosa pode ser considerada uma superfruta, por conter além de constituintes nutricionais, elementos funcionais essenciais à saúde, por prevenir patologias, como doenças não degenerativas e crônicas degenerativas devido a sua alta capacidade antioxidante. Entretanto, em decorrência de possíveis falhas durante sua cadeia produtiva, pode ocorrer contaminações levando a redução da aceitação comercial internacional, o que afeta diretamente a qualidade de vida de milhares de pessoas envolvidas na coleta e processamento deste fruto, o que contribui para a renda da população, bem como para a preservação da floresta. Assim, há necessidade de um rigoroso controle de qualidade microbiológica e de micotoxinas em todas as etapas de sua cadeia produtiva e de processamento, para evitar contaminação desfavorável à boa saúde dos consumidores.

Palavras-chave

Segurança alimentar, Cadeia produtiva, Castanha-do-Brasil

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.