PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DO TOMATEIRO CULTIVADO COM DIFERENTES SISTEMAS DE CONDUÇÃO: SISTEMAS SUSTENTÁVEIS DE CONDUÇÃO DO TOMATEIRO

Code: 230713701
7
0
Título

PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DO TOMATEIRO CULTIVADO COM DIFERENTES SISTEMAS DE CONDUÇÃO: SISTEMAS SUSTENTÁVEIS DE CONDUÇÃO DO TOMATEIRO

Autores(as):
  • Layane Ferreira Borges

    Borges, Layane Ferreira

  • Dyovana Resende Araújo

    Araújo, Dyovana Resende

  • Flávio Lemes Fernandes

    Fernandes, Flávio Lemes

  • Raiane Fernandes Campos

    Campos, Raiane Fernandes

  • Maria Elisa De Sena Fernandes

    Fernandes, Maria Elisa de Sena

  • Brenda Lorraine Costa

    Costa, Brenda Lorraine

  • Carla Lucia Santos Moura

    Moura, Carla Lucia Santos

  • Eidy Jady Fernandez Santana

    Santana, Eidy Jady Fernandez

  • Maria Luiza Fonseca Lima

    Lima, Maria Luiza Fonseca

  • Lorraine De Souza Silva

    Silva, Lorraine de Souza

DOI
10.37885/230713701
Publicado em

01/09/2023

Páginas

62-73

Capítulo

4

Resumo

Práticas culturais adequadas, como a condução de plantas, densidade de plantio, formas de tutoramento, técnica de aplicação de agrotóxico, cultivares resistentes a pragas e doenças e época de plantio, podem aumentar a produtividade do tomateiro. O objetivo foi avaliar diferentes sistemas de condução do tomateiro em área da Universidade Federal de Viçosa campus Rio Paranaíba em Rio Paranaíba, Minas Gerais, Brasil. O plantio foi realizado 30 dias após a semeadura com o híbrido comercial Forty de tomate. Os tratamentos foram dispostos em delineamento em blocos casualizados, com quatro tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram quatro tipos de sistema de condução (fitilho, bambu, V20 e V50). A altura e número de folhas e taxa de crescimento (última avaliação de altura de planta menos a primeira) foram avaliadas, em colheitas semanais. O peso de frutos, a produção por planta e total, o comprimento e largura do fruto, espessura da casca. Número de lóculos por fruto e características qualitativas dos frutos como teor de sólidos solúveis e pH foram obtidos. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a p<0,05. O número de folhas foi maior com o sistema V20 e a altura de plantas e taxa de crescimento com o V50. A produção, em toneladas por hectare, foi maior com o sistema V20, o qual é mais vantajoso por aumentar em 32% a produtividade do tomateiro e poder ser utilizado na região do Alto Paranaíba, Minas Gerais, Brasil.

Palavras-chave

Sustentabilidade, tomate, produção.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.