PRÁTICAS DE UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS NA ATENÇÃO BÁSICA: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Code: 230312250
Downloads
25
Views
15
Compartilhe
Título

PRÁTICAS DE UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS NA ATENÇÃO BÁSICA: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Autores(as):
  • Manoel Samuel Da Cruz Neto

  • Renata de Jesus da Silva Negrão

  • Jully Grace Freitas de Paula Ramalho

  • Darciane Coelho Cordovil

  • Tatiana Menezes Noronha Panzetti

  • Isis Mendes de Oliveira

  • Suenny Leal Melo

  • Suellen Oliveira da Silva Miranda

  • Flávia Nunes Vieira

  • Camille Gomes Silva

  • Jeanny Nunes Moreira

  • Maria Elizabeth Nascimento

DOI
  • DOI
  • 10.37885/230312250
    Publicado em

    31/03/2023

    Páginas

    68-78

    Capítulo

    5

    Resumo

    Introdução: O Brasil é um país com uma grande biodiversidade, e as práticas integrativas e complementares no cuidado à saúde, como o uso de fitoterápicos e plantas medicinais, são aportes que fazem parte desta particularidade. A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, de maio de 2006, atende a necessidade da população quanto à implantação de ações e serviços, considerando às orientações da Organização Mundial de Saúde. Objetivo: Este estudo tem como objetivo descrever as experiências das práticas de enfermagem no cuidado com a utilização das plantas medicinais na atenção básica. Métodos: Trata-se de uma revisão bibliográfica, realizou-se uma busca nas bases de dados: Biblioteca Virtual em Saúde, Acervo da Biblioteca do Ministério da Saúde, PubMed e Scientific Library Online, totalizando 13 publicações. Resultados: Após as etapas das análises, buscando a correlação dos artigos selecionados. Observou-se a baixa informação acerca das práticas do uso de plantas medicinais no contexto da atenção primária em saúde, sendo inversamente proporcional à adesão dos usuários do sistema único de saúde as mesmas práticas. Além disso, identificou-se um déficit na implementação das práticas integrativas na atenção primária em saúde e na capacitação de profissionais da assistência, além do número reduzido de pesquisas relacionadas a assistência em fitoterapias na Atenção Primária em Saúde . Conclusão: Observou-se diversos obstáculos para a consolidação e implementação na atenção primária em Saúde da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, como, por exemplo, a falta de interesse por parte dos gestores na sua implantação nas unidades de atendimento básico, déficit de conhecimento específico da área pelos profissionais que atuam nas redes de atenção primária.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Práticas Integrativas, Plantas Medicinais, Fitoterápico.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar