PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS CASOS DE ARBOVIROSES URBANAS TRANSMITIDAS PELO AEDES AEGYPTI (DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZIKA), NO MUNICÍPIO DE MOSSORÓ/RN

Code: 231215356
Downloads
2
Views
28
Compartilhe
Título

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS CASOS DE ARBOVIROSES URBANAS TRANSMITIDAS PELO AEDES AEGYPTI (DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZIKA), NO MUNICÍPIO DE MOSSORÓ/RN

Autores(as):
  • Gislaine Mendonça Bezerra

  • Fernanda Lima Cavalcante

  • Priscylla Cinthya Alves Gondim

  • Anna Jacinta Dantas De Medeiros

DOI
  • DOI
  • 10.37885/231215356
    Publicado em

    30/03/2024

    Páginas

    664-686

    Capítulo

    41

    Resumo

    As arboviroses são doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, o principal vetor da Dengue, Chikungunya e Zika, representando um significativo problema de saúde pública devido à morbidade e mortalidade associadas. As condições climáticas, ambientais, temperatura e infraestrutura favorecem a reprodução do mosquito, que se adaptou aos grandes centros urbanos, facilitando a propagação dessas doenças entre as pessoas. O objetivo deste trabalho é analisar o perfil epidemiológico dos casos de arboviroses no município de Mossoró-RN no período de 2018 a 2021. Essa análise é essencial para compreender o comportamento da Dengue, Chikungunya e Zika, visando a implementação de métodos eficazes de controle e prevenção. Este estudo adota uma abordagem quantitativa com caráter descritivo, permitindo a quantificação dos dados obtidos por meio do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). A análise incluiu os períodos de precipitação pluviométrica, a comparação entre o panorama do Rio Grande do Norte (RN) e de Mossoró, bem como a distribuição das arboviroses por sexo e faixa etária. Os resultados indicaram que os números de casos de Dengue, Chikungunya e Zika no Rio Grande do Norte foram expressivos em 2019, enquanto Mossoró, embora oscilante, manteve taxas relevantes. A proliferação do mosquito ocorre principalmente no final do inverno e início do verão. A análise detalhada evidenciou sazonalidade, com correlações entre chuva e casos de Dengue (0,26), Chikungunya (0,90) e Zika (0,95). A predominância dos infectados são do sexo feminino. Quanto à faixa etária, as maiores notificações ocorreram em indivíduos entre 20 e 39 anos. Este estudo ressalta a importância de medidas preventivas e de controle, considerando as nuances climáticas, sazonais e demográficas para combater eficazmente as arboviroses em Mossoró-RN.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Arboviroses. Mossoró. Perfil Epidemiológico.

    Publicado no livro

    OPEN SCIENCE RESEARCH XIV

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar