PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DAS PUÉRPERAS EM UMA MATERNIDADE DO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA: IMPLICAÇÕES AO ALEITAMENTO MATERNO

Code: 210805918
8
0
Título

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DAS PUÉRPERAS EM UMA MATERNIDADE DO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA: IMPLICAÇÕES AO ALEITAMENTO MATERNO

Autores(as):
  • Vittória Régia Sales Lima

    Lima, Vittória Régia Sales

  • Laryssa De Col Dalazoana Baier

    Baier, Laryssa De Col Dalazoana

  • Thiane Cristina Wosniak

    Wosniak, Thiane Cristina

  • Ana Paula Xavier Ravelli Ravelli

    Ravelli, Ana Paula Xavier Ravelli

  • Brenda Cristiny Padilha Padilha

    Padilha, Brenda Cristiny Padilha

  • Mariana Faria Szczerepa de Almeida

    Almeida, Mariana Faria Szczerepa de

  • Eva Aparecida de Almeida

    Almeida, Eva Aparecida de

DOI
10.37885/210805918
Publicado em

01/12/2021

Páginas

180-187

Capítulo

14

Resumo

Objetivo: O objetivo desse estudo foi construir o perfil epidemiológico depuérperas assistidas em uma maternidade pública do município de Ponta Grossa a fim deverificar as implicações resultantes nos índices de aleitamento materno dessa região. Talpesquisa foi desenvolvida por profissionais enfermeiras que atuam diretamente naassistência desse serviço. Método: Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo,descritivo com abordagem quantitativa, o qual faz parte do projeto de extensão Consulta de Enfermagem no Pré-Natal e Pós-parto da Universidade Estadual de Ponta Grossa, quedesde o ano de 2006 vem atuando na educação em saúde no ciclo gravídico-puerperalvisando minimizar as dúvidas das puérperas quanto ao pós-parto e aleitamento.Resultados: Após a tabulação dos dados, resultou em um total de 2035 atendimentos nos10 anos. Referente à amamentação, 2,1% (43) não estavam amamentando no puerpériomediato, ou seja, após a primeira hora pós-parto mediato, e 97,9% (1992) amamentaramneste período. No entanto, foi observado que entre as mães que amamentavam umaparcela considerável enfrentava dificuldades como o ingurgitamento mamário e fissuras.Conclusão: A atuação do enfermeiro obstetra está além do acompanhamento ao parto,no qual seu papel abrange todo ciclo gravídico-puerperal, ou seja, atuando desde asconsultas de pré-natal até o pós-parto e aleitamento materno, visando minimizar fatoresde risco que possam levar ao desmame precoce.

Palavras-chave

Aleitamento materno, Puerpério, Cuidados de enfermagem, Enfermeiro obstetra.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.