PERFIL DAS CEPAS PRODUTORAS DE BETA-LACTAMASES DE ESPECTRO ESTENDIDO EM HOSPITAIS PÚBLICOS DE BOA VISTA-RORAIMA

Code: 230513166
Downloads
6
Views
29
Compartilhe
Título

PERFIL DAS CEPAS PRODUTORAS DE BETA-LACTAMASES DE ESPECTRO ESTENDIDO EM HOSPITAIS PÚBLICOS DE BOA VISTA-RORAIMA

Autores(as):
  • Márcia Brazao E Silva Brandão

  • Igor Ivison Almeida Ferreira

  • Holtton Bruno Schuertz Alves

  • Kelly Cristina Mello Da Silva Silva

  • Derlano Bentes Capucho

DOI
  • DOI
  • 10.37885/230513166
    Publicado em

    31/08/2023

    Páginas

    79-86

    Capítulo

    6

    Resumo

    As bactérias produtoras da enzima beta-lactamase de espectro estendido (ESBL), são as maiores responsáveis pelo aumento de frequência de resistência bacteriana em ambientes hospitalares em âmbito mundial. Por conta do número crescente de casos registrados no Brasil e no mundo, faz-se necessário realizar levantamentos, que caracterizem e identifiquem a presença desta enzima nos mais diversos achados clínicos. Para tanto, nada mais viável do que aplicar este conhecimento na realidade local do Estado de Roraima, perfazendo a inovação educacional, científica e tecnológica. Visto isso, foram traçados os perfis e características fenotípicas de 93 espécies bacterianas produtoras de beta-lactamase de espectro estendido em hospitais públicos no município de Boa Vista/RR no período de julho de 2014 a julho de 2015, todas elas analisadas no Laboratório Central de Roraima (LACEN-RR). Frente a análise, obteve-se um resultado, onde todas as cepas testadas e analisadas eram da família Enterobacteriaceae, tendo como micro-organismos mais prevalentes Klebsiella spp. com 34,4% (32) e Escherichia coli com 30,11% (28). Portanto, é possível comparar a realidade local com o cenário nacional, onde a Klebsiella spp. descreve produção de ESBL com maior frequência, acarretando no aumento de surtos hospitalares, ocorrendo uma mudança no perfil de sensibilidade dos antimicrobianos por conta do uso indiscriminado de antibióticos de amplo espectro, além de monobactâmicos, principalmente as cefalosporinas de terceira geração. Enfim, tais resultados reforçam a necessidade do controle do uso de antibióticos beta-lactâmicos, e a prevenção de disseminação de bactérias multirresistentes.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Antimicrobianos, Bactérias, Beta-lactamase.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar