O PAPEL DO FISIOTERAPEUTA DENTRO DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA

Code: 201001806
87
31
Título

O PAPEL DO FISIOTERAPEUTA DENTRO DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA

Autores(as):
  • Danielle de Aquino Zambom

    Zambom, Danielle de Aquino

  • Ana Luiza Nascimento

    Nascimento, Ana Luiza

  • Karla Rocha Carvalho Gresik

    Gresik, Karla Rocha Carvalho

DOI
10.37885/201001806
Publicado em

02/12/2020

Páginas

226-233

Capítulo

17

Resumo

Introdução: A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) fornece suporte e tratamento intensivo, propondo monitorização contínua, vigilância por 24 horas, equipamentos específicos, além de outras tecnologias voltadas ao diagnóstico e ao curativo. Sob cuidados de uma equipe multidisciplinar aos pacientes graves, o fisioterapeuta se faz atuante em diversos estágios do tratamento intensivo, desde a recuperação da condição clínica à prevenção de outras complicações. Objetivo: O presente artigo tem como objetivo apresentar o papel do fisioterapeuta na Unidade de Terapia Intensiva, compreendendo possibilidades de atuação frente ao paciente grave. Métodos: O presente artigo foi realizado através da análise bibliográfica cujas bases de dados foram Scielo, Lilacs, BvS, e capítulos de livros utilizando palavras-chave: “Unidade de Terapia Intensiva”, “pacientes graves” “recursos fisioterápicos”, “fisioterapeuta”, “ventilação mecânica”, “reabilitação”. Foram selecionados 30 (trinta) artigos, mas apenas 8 (oito) preencheram os critérios de inclusão (ser original, estar em língua portuguesa e inglesa, publicado nos últimos 10 anos), sendo que destes, apenas 3 (três) artigos foram citados diretamente. Resultados: A imobilidade presente no paciente criticamente enfermo em leito de UTI torna-o predisposto a mudanças que comprometem a sua capacidade física e funcional, no qual a cinesioterapia respiratória e motora é de extrema importância no tratamento deste doente, favorecendo a recuperação da deficiência ou perturbação e prevenção de futuras comorbidades. Conclusão: Em suma, o fisioterapeuta exerce diversas condutas terapêuticas em diferentes fases do tratamento, buscando evitar possíveis complicações respiratórias e motoras, garantindo um bom prognóstico no quadro clínico do paciente e independência funcional até a sua alta.

Palavras-chave

Fisioterapeuta Intensivista, Unidade de Terapia Intensiva, Paciente Grave.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.