O ACESSO À JUSTIÇA ENQUANTO DIREITO FUNDAMENTAL DA PESSOA HUMANA

Code: 230111727
17
0
Título

O ACESSO À JUSTIÇA ENQUANTO DIREITO FUNDAMENTAL DA PESSOA HUMANA

Autor(a):
  • Valéria Cristina Barbosa Taveira

    Barbosa Taveira, Valéria Cristina

DOI
10.37885/230111727
Publicado em

01/03/2023

Páginas

1323-1335

Capítulo

95

Publicado no livro

OPEN SCIENCE RESEARCH X

Resumo

Intitulado como “o acesso à justiça enquanto direito fundamental da pessoa humana”, o presente trabalho tem o escopo de proporcionar ampla discussão jusfilosófica sobre a temática justiça. O que é justiça? O que os pensadores gregos dizem sobre o assunto? Qual a diferença entre justiça e vingança? A razão pela qual a promoção da justiça é monopólio estatal será analisada sob a perspectiva da justa medida aristotélica. Ao se debruçar sobre o tema, pode-se constatar que nos diálogos socráticos já havia a discussão sobre o homem justo. Qual seria seu papel para o bom funcionamento da sociedade. Sócrates, o ilustre fundador do brocado “só sei que nada sei” conclui sua fala afirmando nada saber sobre o assunto. Anos mais tarde Montesquieu institui a tripartição dos três poderes, possibilitando assim a prestação da justiça pelo Estado. Dante Alighieri em sua obra Divina Comédia proporciona concepções literárias acerca da justiça. Nesse sentido, serão levantados os seguintes questionamentos: é possível a remissão humana? A justiça é uma virtude divina ou um produto humano? Todas essas indagações compõem a discussão sobre o tema. Não se pode deixar de mencionar a Constituição Federal de 1988 enquanto documento normativo hábil a regulamentar a prestação da justiça no ordenamento jurídico brasileiro.

Palavras-chave

Justiça, Prestação Jurisdicional, Direito Fundamental.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.