NUTRIÇÃO E METABOLISMO DO COBRE EM FRANGOS DE CORTE E SUÍNOS

Code: 210203305
20
21
Título

NUTRIÇÃO E METABOLISMO DO COBRE EM FRANGOS DE CORTE E SUÍNOS

Autores(as):
  • Pedro Augusto Galiotto Miranda

    Miranda, Pedro Augusto Galiotto

  • Cheila Roberta Lehnen

    Lehnen, Cheila Roberta

DOI
10.37885/210203305
Publicado em

02/04/2021

Páginas

242-267

Capítulo

17

Resumo

O cobre possui diversas funções metabólicas no organismo animal, desde a síntese de diversas enzimas e proteínas, como a hemoglobina, ou como um agente de pigmentação. As exigências do elemento, tanto em aves quanto em suínos são baixas, porém a sua suplementação em níveis farmacológicos cresceu muito, especialmente nas formas inorgânicas do mineral. O uso de diferentes fontes de Cu como promotor de crescimento apresenta resultados positivos no desempenho de leitões em creche e frangos de corte. Assim como, o cobre pode aprimorar o sistema imune, e facilitar os processos absortivos em animais mais jovens. Porém essa suplementação em altos níveis pode causar problemas ambientais decorrentes da eliminação do cobre via os dejetos. Por essa razão outros elementos como o cobre orgânico na forma de quelatos são prováveis substitutos para as formas inorgânicas, por serem facilmente metabolizados pelo organismo animal. Nesse sentido a revisão busca abordar de forma sistêmica o processo de absorção e metabolismo do Cu no organismo vivo, suas interrelações entre minerais em nível luminal e metabólico e uma ampla discussão quanto ao uso do cobre como aditivo promotor de crescimento em aves e suínos.

Palavras-chave

quelatados, leitões, aves, cobre sulfatado, micromineral

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.