MONITORAMENTO DA GLICEMIA CAPILAR DURANTE A GRAVIDEZ: UMA ESTRATÉGIA PARA PREVENIR AS COMPLICAÇÕES DA DIABETES MELITTUS GESTACIONAL

Code: 221010396
13
0
Título

MONITORAMENTO DA GLICEMIA CAPILAR DURANTE A GRAVIDEZ: UMA ESTRATÉGIA PARA PREVENIR AS COMPLICAÇÕES DA DIABETES MELITTUS GESTACIONAL

Autores(as):
  • Gabriel Merrighi de Figueiredo Amaral

    Amaral, Gabriel Merrighi de Figueiredo

  • Isabella Monteiro Barbosa de Souza

    Souza, Isabella Monteiro Barbosa de

  • Isabella Vasconcelos Fernandes

    Fernandes, Isabella

  • Maria Clara Mendes Soares Araújo

    Araújo, Maria Clara Mendes

  • Cristiane Rodrigues Correa

    Correa, Cristiane Rodrigues

DOI
10.37885/221010396
Publicado em

31/10/2022

Páginas

155-162

Capítulo

12

Resumo

Objetivo: Evidenciar e revisar a importância da monitorização da glicemia em gestantes e os impactos que a hiperglicemia pode trazer à mãe e ao bebê, durante e após a gravidez. Métodos: Revisão da literatura com buscas nas bases de dados “PubMed”, "SciELO", "Biblioteca Virtual em Saúde" e "LILACs", com os descritores “Gestational diabetes mellitus”, “Glycemia” e“Impacts” utilizando artigos publicados entre 2018 e 2022. Foram selecionados 6 artigos, nos idiomas português, inglês e espanhol, dentre os 34 analisados. Resultados: Segundo análises, o peso materno, o IMC materno e o peso placentário foram maiores nas mães com Diabetes Melittus Gestacional (DMG). Além disso, após o nascimento do bebê, foram observadas complicações como hiperbilirrubinemia e infecção neonatal em filhos de mães diabéticas. Por fim, foi constatado que níveis anormais de T3 e T4, somados ao alto peso materno pré gravidez, podem ser fatores de risco para a mãe desenvolver DMG e, do mesmo modo, podem causar complicações para o bebê, como o atraso no aleitamento materno. Conclusão: O desenvolvimento da DMG se mostrou um risco tanto para a mãe quanto para o feto desenvolverem distúrbios durante e após a gestação. Diversas evidências mostram as consequências da hiperglicemia nesse cenário, como a hipertensão materna e a ameaça de parto prematuro. Diante disso, conclui-se que o metabolismo anormal provocado pela DMG tem impactos para a mãe e para o filho e, portanto, uma mudança no estilo de vida e o monitoramento da glicemia materna são de extrema importância para evitar esse quadro clínico.

Palavras-chave

Diabetes Mellitus Gestacional, Prevenção, Pré-natal.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.