MICROFIBRAS DE CELULOSE COMO REFORÇO EM BIOESPUMAS RÍGIDAS POLIURETÂNICAS

Code: 220408728
26
21
Título

MICROFIBRAS DE CELULOSE COMO REFORÇO EM BIOESPUMAS RÍGIDAS POLIURETÂNICAS

Autores(as):
  • Eduardo Fischer Kerche

    Kerche, E. F.

  • Joziel Aparecido da Cruz

    Cruz, J. A.

  • Amanda Albertin Xavier da Silva

    Silva, A. A. X.

  • Cristiano Baierle de Azevedo

    Azevedo, C. B.

  • Ícaro José de Silva

    Silva, I. J. A.

  • Dione Pereira de Castro

    Castro, D. P.

  • Matheus Madrid Moreira

    Moreira, M. M.

  • Leonardo Guyilherme Scherer

    Scherer, L. G.

  • Thais da Costa Dias

    Dias, T. C.

  • Daniel Francisco Bristot

    Bristot, D. F.

DOI
10.37885/220408728
Publicado em

01/07/2022

Páginas

26-34

Capítulo

2

Resumo

Neste trabalho, microfibras de celulose (MFC) dispersas em glicerina foram incorporadas em bioespumas rígidas de poliuretano (PU) com o objetivo de aumentar seu desempenho mecânico. Óleo de mamona e glicerina, na proporção de 3:1, foram utilizados como biopoliol. A mistura MFC-glicerina, caracterizada por análise termogravimétrica, foi utilizada na produção das espumas rígidas, variando-se o teor de fibra entre 0,1 e 0,4 % em massa. O método de obtenção das espumas foi por expansão livre, seguida de cura em estufa elétrica a 60ºC por 2 h e pós-cura à temperatura ambiente por 2 semanas. Caracterizou-se a densidade aparente e as propriedades mecânicas em compressão na direção de expansão das espumas obtidas. A MFC dispersa em glicerina demonstrou-se eficiente como reforço nas espumas rígidas de PU, incrementando em até 192% o módulo de elasticidade em compressão quando adicionado 0,4% em massa, além do aumento de 50% na resistência específica em relação ao PU sem reforço. As propriedades obtidas das bioespumas competem com aquelas de materiais poliméricos celulares comumente utilizados como núcleo de painéis sanduíche para isolamento.

Palavras-chave

Bioespumas, Poliuretano, Microfibras, Celulose, Propriedades Compressivas.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.