MELATONINA E SEU POTENCIAL TERAPÊUTICO NO CÂNCER DE MAMA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Code: 200700707
Downloads
31
Views
29
Compartilhe
Título

MELATONINA E SEU POTENCIAL TERAPÊUTICO NO CÂNCER DE MAMA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Autores(as):
  • Márcia Bandeira Bringel

  • Tarciana Cecília Cavalcanti Carneiro Leão

  • Fernanda Moreira Ribeiro

  • Thais Ranielle Souza de Oliveira

DOI
  • DOI
  • 10.37885/200700707
    Publicado em

    10/09/2020

    Páginas

    165-176

    Capítulo

    14

    Resumo

    A melatonina é uma substância produzida pela glândula pineal, dentre suas funções atua na regulação do ciclo de sono e vigília, do humor e do controle da reprodução, é uma molécula imunomoduladora, antioxidante e tem potencial anticarcinogênico, sendo potente depuradora de radicais livres e metabólitos. O câncer de mama é o mais incidente em mulheres no mundo, é a quinta causa de mortes em geral e a forma mais comum de mortes em mulheres. Por isso é de grande importância compreender o papel da melatonina na prevenção e uso terapêutico ao diminuir os efeitos dos tratamentos de quimioterapia e radioterapia. Objetivo: Descrever através de uma revisão integrativa de literatura o uso e potencial terapêutico da melatonina no câncer de mama, no período de janeiro de 2015 a maio de 2020. Métodos: Foi realizado um levantamento de artigos no período de janeiro de 2015 a maio de 2020, obtidos na EBSCO contendo a base de dados MEDLINE, e Dentistry & Oral Sciences no mês de junho de 2020, utilizando os descritores: melatonina, uso terapêutico, potencial terapêutico, atividade antioxidante e câncer; sendo restringido as pesquisas realizadas em humanos. Resultados: A amostra final foi composta por sete artigos, os estudos realizados apresentam resultados satisfatórios ao correlacionar a melatonina como um potente agente terapêutico para o tratamento do câncer. Existem evidências que pacientes com câncer de mama tem níveis baixos de melatonina, e que no tratamento do câncer de mama reduz a proliferação e induz a apoptose de células cancerígenas, sendo capaz de atuar aumentando a sensibilidade da quimioterapia e radioterapia, como terapia adjuvante minimizados os seus efeitos. Conclusão: A melatonina tem mostrado evidência terapêutica no tratamento dos tumores mamários, é notória a necessidade de novas pesquisas que comprovem seu mecanismo de ação e sua eficácia no tratamento do câncer de mama.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    melatonina, potencial terapêutico, câncer de mama

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar