MARCAS DE AFRICANIAS NA CHAPADA DIAMANTINA: O JIRO DO REIS E A FESTA DE SÃO SEBASTIÃO DA COMUNIDADE NEGRA RURAL DO MULUNGU

Code: 231215225
Downloads
1
Views
23
Compartilhe
Título

MARCAS DE AFRICANIAS NA CHAPADA DIAMANTINA: O JIRO DO REIS E A FESTA DE SÃO SEBASTIÃO DA COMUNIDADE NEGRA RURAL DO MULUNGU

Autor(a):
  • Maria Eunice Rosa De Jesus

DOI
  • DOI
  • 10.37885/231215225
    Publicado em

    29/02/2024

    Páginas

    282-298

    Capítulo

    15

    Resumo

    O Jiro do Reis e a festa em louvor a São Sebastião constitui-se o lugar dereunir, congregar muitas pessoas as quais estão em constante movimento quando rezam,dançam e cantam no espaço sagrado da casa, afirmando a identidade de um grupo, umacomunidade. Assim, busquei compreender o Jiro do Reis e a festa em louvor a SãoSebastião como uma prática cultural que reestabelece o encontro e a fé, reforçando opertencimento a uma religião quando os sujeitos se unem para celebrar a vida e osSantos. Com isso, a pesquisa Etnográfica foi a minha escolha metodológica, uma vezque parece ser o caminho que melhor traduz a rotina diária e os eventos especiais osquais nos levam a uma compreensão das redes de significações do real entre asfestividades, as crenças, os modos de viver que são partilhados pelo sujeito e com seugrupo social. A partir desta pesquisa, espero contribuir para o reconhecimento eimportância que as manifestações religiosas têm para as comunidades negras rurais,bem como a participação das mulheres como guardiãs de saberes locais indispensáveisna formação sociocultural do lugar, pois as Mulheres do Mulungu, representando asmulheres negras nas suas diferentes atribuições cotidianas as quais fizeram parte douniverso desta pesquisa, quando donas do próprio discurso, elas se revelam pelos laçosde parentesco e de solidariedade. Além disso, elas se identificam pelo fortecompromisso que têm com a comunidade, preocupadas em manter viva e atuante asmarcas da cultura de um povo vivenciadas e transmitidas através de suas festividades

    Ler mais...
    Palavras-chave

    : Jiro do Reis. Catolicismo rural. Festividade. Comunidade negra rural.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar