ISOLAMENTO E SELEÇÃO DE BASIDIOMICETOS COMERCIAIS E SELVAGENS PRODUTORES DE AMILASES E FENOLOXIDASES

Code: 220308157
Downloads
27
Views
42
Compartilhe
Título

ISOLAMENTO E SELEÇÃO DE BASIDIOMICETOS COMERCIAIS E SELVAGENS PRODUTORES DE AMILASES E FENOLOXIDASES

Autores(as):
  • Jaqueline Silva Coelho Moreira

  • Érica Maria Magalhães

  • Bárbara Thiem

  • João Vitor da Silva

  • Fabíola Dorneles Inácio

DOI
  • DOI
  • 10.37885/220308157
    Publicado em

    01/05/2022

    Páginas

    576-585

    Capítulo

    48

    Resumo

    Objetivo: O objetivo deste estudo foi isolar cepas de basidiomicetos selvagens e comerciais, bem como avaliar a capacidade desses isolados de produzir enzimas fenoloxidases e amilases em meios solidificados. Métodos: Os fungos foram isolados a partir de segmentos do basidiocarpo, realizando-se uma desinfecção superficial em álcool 70% e hipoclorito de sódio. O isolamento foi realizado em meio TGA (farelo de trigo-glicose-ágar), composto por extrato de farelo de trigo (10%), glicose (2%), ágar (1,5%), benomil (0,5% p/v) e antibiótico. Discos miceliais de aproximadamente 10 mm de diâmetro foram inoculados no centro de placas de Petri contendo meio de cultivo acrescentado do substrato específico de cada enzima, sendo amido solúvel (1% p/v) para amilases e ácido gálico (0,5 % p/v) para fenoloxidases. O Índice Enzimático (IE) foi determinado dividindo-se o valor do diâmetro do halo enzimático pelo diâmetro do crescimento da colônia. Resultados: Todos os isolados apresentaram atividade de fenoloxidases e amilases após 7 dias de cultivo. As cepas comerciais comestíveis (PL, Pleurotus salmão e shimeji branco) foram as melhores produtoras de fenoloxidases, apresentando IE de 3,54; 2,77 e 2,66, respectivamente. Os maiores índices enzimáticos para amilases apresentaram valores em torno de 0,8 e foram encontrados nos isolados TAN3, TAN5, SCI e PICCAN. Conclusão: Os resultados apontam o potencial de basidiomicetos comerciais e selvagens para a produção de enzimas biotecnologicamente importantes, ficando evidente a capacidade microbiana disponível, e ainda possivelmente desconhecida, que precisa ser mais estudada para o aparecimento de novas atividades enzimáticas, bem como o conhecimento de ótimas condições de síntese enzimática pelas cepas já isoladas.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Basidiomicetos, Enzimas, Biotecnologia.

    Publicado no livro

    OPEN SCIENCE RESEARCH III

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar