IMPORTÂNCIA DO SANITARISTA NA ATENÇÃO AMBULATORIAL ESPECIALIZADA DO SUS: RELATO DE AÇÃO EDUCATIVA PARA PREENCHIMENTO DO QUESITO RAÇA/COR NO CADASTRAMENTO DE USUÁRIOS DE POLICLÍNICA REGIONAL DE SAÚDE DA BAHIA

Code: 200901514
23
8
Título

IMPORTÂNCIA DO SANITARISTA NA ATENÇÃO AMBULATORIAL ESPECIALIZADA DO SUS: RELATO DE AÇÃO EDUCATIVA PARA PREENCHIMENTO DO QUESITO RAÇA/COR NO CADASTRAMENTO DE USUÁRIOS DE POLICLÍNICA REGIONAL DE SAÚDE DA BAHIA

Autores(as):
  • Juliete Sales Martins

    Martins, Juliete Sales

  • Silvana Lima Vieira

    Vieira, Silvana Lima

  • Thadeu Borges Souza Santos

    Santos, Thadeu Borges Souza

  • Thais Rodrigues Penaforte

    Penaforte, Thais Rodrigues

DOI
10.37885/200901514
Publicado em

18/11/2020

Páginas

614-625

Capítulo

45

Resumo

Considerando que a Saúde Coletiva é um campo de conhecimento que possibilita mudanças no modelo de atenção, objetiva-se relatar ação educativa de preenchimento do quesito raça/cor no cadastramento de usuários. A intervenção foi através de oficina com assistentes administrativos de uma Policlínica Regional de Saúde da Bahia, baseada teórico-metodologicamente em componentes curriculares do Mestrado Profissional em Saúde Coletiva da Universidade do Estado da Bahia. A atividade provocou reflexões importantes sobre racismo institucional e sensibilizou os participantes sobre a importância do preenchimento do quesito raça/cor. E assim, evidenciou-se o potencial transformador das atividades educativas e do novo sujeito sanitarista a frente da implementação e/ou readequação de políticas públicas de saúde.

Palavras-chave

Sanitarista; Atenção Ambulatorial Especializada; Educação permanente; Racismo Institucional; Quesito Raça/cor

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.