IGREJA E MOVIMENTOS SOCIAIS: O PAPEL DAS CEBS COMO ESPAÇO DE RESISTÊNCIA NO PERÍODO MILITAR

Code: 210906072
6
3
Título

IGREJA E MOVIMENTOS SOCIAIS: O PAPEL DAS CEBS COMO ESPAÇO DE RESISTÊNCIA NO PERÍODO MILITAR

Autor(a):
  • Paulo Cesar Cedran

    Cedran, Paulo Cesar

DOI
10.37885/210906072
Publicado em

31/10/2021

Páginas

83-94

Capítulo

7

Resumo

Ao abrir suas portas aos movimentos sociais, a Igreja inaugurou uma nova forma de articulação Igreja/Sociedade que ao nosso ver, garantiu muito mais a autonomia destes movimentos do que o seu domínio pela Igreja. Nesse sentido, mesmo as CEBs, possuindo uma relação intrínseca como a hierarquia católica, esta conseguiu estabelecer um grau de autonomia muito grande, seja na coordenação das comunidades, nas celebrações, nas decisões políticas do grupo. Portanto, diante deste contexto pretendemos em nossa comunicação analisar a relação Igreja/Povo, via movimentos sociais, de forma a relativizar o poder hierocrático da Igreja nos determinantes desta questão. Mesmo se tratando de uma análise com viés histórico datado na década de 70/80, acreditamos que as reflexões sobre esse período podem contribuir para a compreensão do cristianismo como possibilidade de atuação no espaço público por meio da ressignificação dos aspectos políticos e sociais que sustentam as comunidades eclesiais de base até os dias atuais.

Palavras-chave

Comunidades eclesiais de base, Movimentos sociais, Igreja e política no Brasil.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.