HISTÓRIA E ECONOMIA: O DESMATAMENTO DA MATA ATLÂNTICA COMO SINAL DE DESGASTE NOS MEANDROS DA BACIA DO RIO CUBATÃO DO NORTE, JOINVILLE, SC

Code: 200801115
9
0
Título

HISTÓRIA E ECONOMIA: O DESMATAMENTO DA MATA ATLÂNTICA COMO SINAL DE DESGASTE NOS MEANDROS DA BACIA DO RIO CUBATÃO DO NORTE, JOINVILLE, SC

Autores(as):
  • Vanilda Barbosa Galli

    Galli, Vanilda Barbosa

  • Nelma Baldin

    Baldin, Nelma

DOI
10.37885/200801115
Publicado em

29/10/2020

Páginas

460-477

Capítulo

36

Resumo

Este artigo busca reconstruir a história da devastação da Mata Atlântica que, até o período colonial, rodeava o Rio do Cubatão do Norte – em Joinville (SC). O objetivo geral do estudo foi analisar como se deu, historicamente, o processo de degradação da Bacia Hidrográfica do Rio Cubatão do Norte (BHRCN) numa decorrência desse desmatamento. A metodologia utilizada na execução da pesquisa constou de observações e análise das informações e dados coletados por meio de entrevistas aplicadas a 12 moradores que há mais de 40 anos vivem na localidade estudada (Pirabeiraba), por onde corre o Rio do Braço, um dos maiores afluentes do Rio Cubatão do Norte. Os dados possibilitaram o resgate histórico ambiental da região. Os resultados da pesquisa poderão contribuir no desenvolvimento de ações e de políticas públicas embasadas na Educação Ambiental, promovendo, assim, qualidade de vida à população que ali vive.

Palavras-chave

História Ambiental; Educação Ambiental; Mata Atlântica.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.