GÊNERO E O PIONEIRISMO FEMININO NA MAGISTRATURA

Code: 221010444
8
0
Título

GÊNERO E O PIONEIRISMO FEMININO NA MAGISTRATURA

Autores(as):
  • Rose Ângela Vieira Passos Bueno

    Bueno, Rose Ângela Vieira Passos

  • Alessandro Vinicius De Paula

    Paula, Alessandro Vinicius

  • Rita Eliana Masaro

    Masaro, Rita Eliana

DOI
10.37885/221010444
Publicado em

29/12/2022

Páginas

65-82

Capítulo

6

Resumo

Este estudo apresenta um recorte analítico de gênero para reconstruir os fragmentos históricos da inserção das mulheres no Poder Judiciário brasileiro. O estudo apresenta alguns elementos de gênero que atravessaram as trajetórias das pioneiras da magistratura na luta para diminuir as desigualdades de gênero. O levantamento histórico, com foco no contexto mato-grossense, confirma que tais desigualdades estiveram presentes desde as origens da magistratura nacional, estendendo-se às demais regiões do Brasil. Considerando a análise dos dados coletados em órgãos oficiais, percebemos as trajetórias e tramas que estruturam a masculinização da magistratura brasileira. Percebemos que as transformações sociais ligadas à equidade de gênero são condições necessárias para a evolução no contexto jurídico, especialmente, para eliminação das desigualdades de gênero nesse contexto. Destacamos que é necessário a criação de políticas institucionais que garantam a ascensão profissional das magistradas, levando em consideração critérios de promoção profissional nos quais as mulheres podem ser ouvidas nas suas peculiaridades, garantindo ações de equidade de gênero dentro do campo da magistratura brasileira.

Palavras-chave

Desigualdade de gênero, Magistratura, Trabalho feminino, Equidade e diversidade.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.