FREQUÊNCIA DO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA FELINA E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À SOROPOSITIVIDADE EM GATOS DOMÉSTICOS NO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ, MA

Code: 200600437
Downloads
29
Views
81
Compartilhe
Título

FREQUÊNCIA DO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA FELINA E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À SOROPOSITIVIDADE EM GATOS DOMÉSTICOS NO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ, MA

Autor(a):
  • Larissa Silva

DOI
  • DOI
  • 10.37885/200600437
    Publicado em

    31/07/2020

    Páginas

    52-56

    Capítulo

    6

    Resumo

    A imunodeficiência viral felina (FIV) é uma doença infecciosa cujo vírus pertence à família Retroviridae e gênero Lentivirus. O vírus apresenta tropismo pelas células de defesa do animal (monócitos-macrófagos), impossibilitando-o de se defender contra infecções oportunistas. Com distribuição mundial tem sido descrito em vários estados brasileiros, porém não existe informação acerca da situação atual em Imperatriz, MA. Dessa forma, o trabalho objetivou realizar um estudo retrospectivo dos casos de FIV no município de Imperatriz, MA. Foram coletados dados de prontuários de quatro clínicas veterinárias, que realizavam o diagnóstico para FIV através do teste de imunoensaio cromatográfico. A frequência foi calculada pela porcentagem de casos positivos para FIV confirmados através do teste de triagem, sendo, também, identificado possíveis fatores de risco associados à soropositividade. Nos prontuários avaliados, observou-se uma frequência de 56,7% (55/97) com maior número de machos adultos soropositivos em comparação as fêmeas e idade média variando entre 2-8 anos. O maior número de machos adultos soropositivos, 85,5% (47/55), em comparação ao número de fêmeas (8/55) é um dado relevante, visto que a principal via de transmissão ocorre pela mordedura entre animais. Os principais sinais clínicos observados foram: queda excessiva de pelo, áreas alopécias pelo corpo, úlceras na boca, perda de peso e aumento de linfonodos. A alta prevalência da doença observada em um curto espaço de tempo caracteriza um quadro de negligência no município, sendo crucial a adoção e implementação de medidas profiláticas e de controle populacional dos animais, buscando reduzir a instalação e disseminação da doença.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Lentivírus felino, levantamento, prontuário.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar