EXTRAÇÃO POR PRENSAGEM E POR SOLVENTE DO ÓLEO DO RESÍDUO DO BENEFICIAMENTO DA CASTANHA-DO-BRASIL (BERTHOLLETIA EXCELSA H.B.K.)

Code: 211006528
Downloads
34
Views
30
Compartilhe
Título

EXTRAÇÃO POR PRENSAGEM E POR SOLVENTE DO ÓLEO DO RESÍDUO DO BENEFICIAMENTO DA CASTANHA-DO-BRASIL (BERTHOLLETIA EXCELSA H.B.K.)

Autores(as):
  • Renata Gomes e Silva

  • Adria Evellin Godinho de Vilhena

  • Marceli Cruz Martelli

DOI
  • DOI
  • 10.37885/211006528
    Publicado em

    01/12/2021

    Páginas

    183-197

    Capítulo

    11

    Resumo

    Este trabalho apresenta a utilização do resíduo do beneficiamento da castanha-do-Brasil para extração do óleo por prensagem hidráulica e por solvente visando avaliar o rendimento da extração física e química e as suas características físico-químicas. Os parâmetros físico-químicos analisados do óleo de ambas as extrações, foram os índices de acidez, de saponificação, de peróxido, de refração e as medidas de massa específica os quais foram analisados pelos métodos descritos pela AOCS (1990). O rendimento obtido na extração por solvente foi de 61,17% e na extração por prensagem foi de 47%, valores que estão de acordo como os determinados pela literatura. Os resultados da caracterização físico-química do óleo extraído pelos dois métodos apresentaram valores aproximados, dentro do especificado pelos órgãos regulamentadores de óleos e gorduras. A análise do perfil de ácidos graxos, mostram o alto grau de instauração dos que compõe o óleo de castanha-do-Brasil, tendo o ácido linoleico (C18:2) majoritário com 37,98%, seguido do oleico (C18:1) com 37,10%. Os ácidos graxos saturados apresentaram a parcela de 23,94% da composição do óleo. Os resultados mostraram que a prensagem é a metodologia mais viável quando se trata de aplicabilidade. A caracterização físico-química do material mostra que, mesmo não sendo castanha-do-Brasil in natura e sim resíduo do beneficiamento desta, com casca e películas além de amêndoas quebradas e amassadas, é viável a utilização do óleo extraído para fins medicamentosos ou cosméticos, independentemente do método utilizado para a extração.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Castanha-do-Brasil, Resíduo, Extração, Óleo.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar