DETECÇÃO E ANÁLISE DE FOCOS DE CALOR NO MUNICÍPIO DE NOVO PROGRESSO (PA) ENTRE OS ANOS DE 2016 E 2019

Code: 210504845
47
7
Título

DETECÇÃO E ANÁLISE DE FOCOS DE CALOR NO MUNICÍPIO DE NOVO PROGRESSO (PA) ENTRE OS ANOS DE 2016 E 2019

Autores(as):
  • Gabriel Garreto dos Santos

    Santos, Gabriel Garreto dos

  • João Paulo Ferreira Neris

    Neris, João Paulo Ferreira

  • Vera Queiroz de Souza

    Souza, Vera Queiroz de

  • Maciel Garreto dos Santos

    Santos, Maciel Garreto dos

  • Tatiana Pará Monteiro de Freitas

    Freitas, Tatiana Pará Monteiro de

  • Ítala Duam de Souza Narusawa

    Narusawa, Ítala Duam de Souza

  • Jameles Silva de Sousa

    Sousa, Jameles Silva de

  • Bruna Kaely Souza da Silva

    Silva, Bruna Kaely Souza da

  • Valeria de Sousa Silva

    Silva, Valeria de Sousa

DOI
10.37885/210504845
Publicado em

02/07/2021

Páginas

204-219

Capítulo

13

Resumo

Atualmente análises provenientes de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) e Sensoriamento Remoto permite uma ampla visão sobre a distribuição espacial e temporal dos incêndios florestais, revelando padrões comportamentais das queimadas em diferentes escalas, permitindo observar as interações entre o fogo e as relações entre o homem e natureza. Nesse contexto, o presente estudo objetivou analisar a dinâmica espaço-temporal dos focos de queimadas, no município de Novo Progresso-PA, por meio de ferramentas de geotecnologias ao longo dos anos de 2016 a 2019. Para esse estudo coletou-se informações dos focos de calor que são produtos utilizados para o monitoramento de incêndios florestais no Brasil. Os dados utilizados foram dos satélites AQUA- M-T e do satélite NOAA - 20 (National Oceanic and Atmospheric Admnistration). Com esses dados procedeu-se a elaboração e identificação da localização dos focos de queimadas, na qual, foram espacializados geograficamente essas informações, para elaborar a base cartográfica desses focos, por meio do software QGIS 3.10, utilizando como ferramenta o algoritmo de densidade de Kernel. Desse modo, verificou-se que no intervalo estudado que o período com maiores incidências foram os anos de 2019 concentrando 74,98% seguidas do ano de 2017 que concentrou 11, 29% do total de focos entre 2016 a 2019. Quanto aos intervalos os mesmos se dispuseram mais intensos enquadrando-se como alta e muita alta a densidade desses focos na região nordeste e leste do município. Por fim, buscou-se com esses resultados, gerar subsídios para monitoramento, gestão, fiscalização e atenção aos locais com maiores ocorrências desses focos de calor, levando em conta a proteção e conservação dos recursos naturais locais do município, e o manejo adequado com a utilização do fogo.

Palavras-chave

Amazônia Paraense, Queimadas, Sensoriamento Remoto.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.