CINÉTICA DA HIDRÓLISE ÁCIDA DA CASCA DA SEMENTE DE ANDIROBA (CARAPA GUIANENSIS)

Code: 200800992
Downloads
19
Views
30
Compartilhe
Título

CINÉTICA DA HIDRÓLISE ÁCIDA DA CASCA DA SEMENTE DE ANDIROBA (CARAPA GUIANENSIS)

Autores(as):
  • João Vitor Souza Soares

  • Andria da Costa Loureiro

  • Jordanna Gabriela Dias Evangelista

  • Anderson Mathias Pereira

  • Leiliane do Socorro Sodré Souza

DOI
  • DOI
  • 10.37885/200800992
    Publicado em

    19/09/2020

    Páginas

    466-482

    Capítulo

    36

    Resumo

    Encontrar formas de obter fontes energéticas a partir de biomassa, sem que essas culturas estejam associadas a cultivos agressivos ao meio ambiente, é a base para a construção do crescimento industrial na região amazônica. A andiroba apresenta potencial de aplicação estabelecido na indústria farmacêutica e de cosméticos, ademais, associar uso aos resíduos destes processos fecha o ciclo de sustentabilidade e desenvolvimento econômico para está biomassa. O processo de hidrólise de material lignocelulósico conduz a transformação da celulose em açúcares fermentescíveis, que podem ser transformados em bioetanol por meio de fermentação, transformando a biomassa em fonte energética sustentável. Assim, o trabalho teve como objetivo a obtenção de açúcares fermentescíveis a partir dos resíduos proveniente das cascas das sementes de andiroba através da hidrolise ácida e a cinética para obtenção do melhor tempo de rendimento do material. Foi realizada a caracterização físico-química conforme as normas da AOAC seguida da análise granulométrica. Os experimentos da hidrólise foram feitos em três concentrações de ácido sulfúrico (0,25M, 0,5M e 1M) a 120ºC por 2 horas em autoclave e a leitura dos açúcares redutores através do método espectrofotométrico do ácido dinitrosalicílico (DNS). A concentração de 0,25M apresentou melhor rendimento (10,23 g/L) após esse procedimento foi realizado a cinética da hidrólise com diferentes variações de tempo (0, 20, 40, 60, 80, 100 e 120 min.) com o objetivo de prever o comportamento do experimento. Portanto, o estudo apresentou que esses resíduos possuem potencial para a produção de etanol com relativo custo-benefício para a conversão de bioetanol.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    resíduos; material lignocelulósico; açúcares fermentáveis; biocombustível.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar