CENÁRIO TOCANTINENSE DA PREVALÊNCIA DE CASOS DE HANSENÍASE NO PERÍODO DE 2016 A 2020: UM RESUMO DESCRITIVO-ANALÍTICO

Code: 210504569
Downloads
7
Views
25
Compartilhe
Título

CENÁRIO TOCANTINENSE DA PREVALÊNCIA DE CASOS DE HANSENÍASE NO PERÍODO DE 2016 A 2020: UM RESUMO DESCRITIVO-ANALÍTICO

Autores(as):
  • Arthur Miranda da Silva

  • Davi Costa Batista de Queiroz

  • Eduardo Higor Abreu Barbosa

  • Felipe Machado Dourado Bastos

  • Isabella de Oliveira Lourenço

  • Jennifer Favaretti Silva

  • Jordana Gonçalves Rossini

  • Lise Assumpção Araújo

  • Pedro Olímpio da Silveira Vale

  • Rodrigo Fernandes de Vasconcelos

DOI
  • DOI
  • 10.37885/210504569
    Publicado em

    30/07/2021

    Páginas

    157-166

    Capítulo

    12

    Resumo

    A hanseníase é uma doença infecciosa crônica, também conhecida como Lepra e é causada pela bactéria Mycobacterium leprae. Essa doença é um grande problema de saúde pública e o Tocantins detém altas taxas de endemicidade, sendo o estado que carrega a maior taxa de mortalidade. Desse modo, objetivou-se analisar os dados disponíveis nos domínios públicos referente à hanseníase e com isso realizar uma análise da prevalência de casos no estado do Tocantins no período entre 2016 a 2020, com o intuito de transmitir informação e consequentemente desencadear uma discussão em torno da problemática. Para a elaboração do presente estudo, foi realizado um estudo epidemiológico, descritivo e de abordagem quantitativa baseado em dados secundários provenientes do SINAN, disponíveis no DATASUS (2016-2020) e pesquisa nas bases de dados SCIELO, em que 8 artigos foram selecionados. A partir desse estudo, foi constatado que a hanseníase prevaleceu no Tocantins mais do que nos outros estados brasileiros mesmo havendo um decréscimo das taxas nos últimos períodos. Conclui-se que além de ser um problema bastante preocupante no Brasil, os estados brasileiros com maior prevalência da doença têm também maiores índices de desigualdade social. Isso deixa de forma implícita que as políticas de saúde devem permitir um melhor acompanhamento, monitoramento e tratamento da doença para assim chegar cada vez mais perto de erradica-la.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Hanseníase, Mycobacteruim leprae, Tocantins e epidemiologia.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar