CARACTERIZAÇÃO DE SUBSTRATOS ARTESANAIS DA AGRICULTURA FAMILIAR EM SANTA MARIA DE JETIBÁ E SEU POTENCIAL PARA PRODUÇÃO DE BABY LEAF

Code: 240215863
Downloads
3
Views
16
Compartilhe
Título

CARACTERIZAÇÃO DE SUBSTRATOS ARTESANAIS DA AGRICULTURA FAMILIAR EM SANTA MARIA DE JETIBÁ E SEU POTENCIAL PARA PRODUÇÃO DE BABY LEAF

Autores(as):
  • Maria Da Penha Angeletti

  • André Guarçoni

  • Jacimar Luis De Souza

  • Gustavo Soares De Souza

  • Luiz Fernando Favarato

  • Evelson Sanche Muniz

  • Horácio Vicente Caetano Gonçalves

  • Douglas Vianna Bahiense

  • Josiel Favorette Hecher

DOI
  • DOI
  • 10.37885/240215863
    Publicado em

    30/03/2024

    Páginas

    67-96

    Capítulo

    3

    Resumo

    A substituição de substratos industriais por substratos orgânicos artesanais, formulados pela combinação de resíduos orgânicos gerados em nível local e regional, podem representar uma alternativa ambientalmente correta para a produção de mudas de olerícolas. Eles podem impactar positivamente as propriedades familiares, tanto pelo controle sobre a qualidade das mudas produzidas como pelo potencial de reduzir os custos de produção com substratos comerciais. Objetivo: O presente trabalho objetivou caracterizar substratos orgânicos artesanais formulados por agricultores familiares produtores de olerícolas em Santa Maria de Jetibá – ES, no período 2014 – 2015, identificando o seu potencial para embasar o cultivo de baby- leaf em bandejas utilizadas para produção de mudas de olerícolas, com vistas a integrar informações sobre matérias-primas, processos de fabricação e impacto na produção de mudas de olerícolas. Métodos: Foi realizado em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Santa Maria de Jetibá/ES, um levantamento inicial de produtores de substrato; visitas para coleta de amostras; aplicação de questionários. Foram coletadas amostras uniformes de substratos orgânicos formulados para mudas de olerícolas em propriedades familiares da área pesquisada e foi coletada 01 amostra na Unidade de Referência em Agroecologia (URA) do INCAPER, Domingos Martins – ES. Análises laboratoriais das amostras, foram realizadas para determinação de teores de nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg), enxofre (S), cobre (Cu), manganês (Mn), ferro (Fe), zinco (Zn), boro (B), pH, MO, relação C/N e umidade. A amostragem em três épocas permitiu a obtenção dos valores médios para as características estudadas em cada substrato. Resultados e Conclusão: Foram identificadas 10 propriedades familiares de produtores de olerícolas, e 01 empreendimento informal de produção de substrato. Entre os 12 substratos estudados, foram observadas variações nos valores de pH, de 5,0 a 7,1. Os valores de M.O. variaram de 71 dag kg-1 a 37 dag kg-1. Os valores para relação C/N variaram de 11/1, obtido no substrato da URA, à base de vermicompostagem, até 36/1, obtido no substrato S-5. Na maioria dos substratos os teores de macronutrientes seguiram a seguinte ordem decrescente: Ca > N > K > P > Mg. Para os micronutrientes em ordem decrescente, Fe > Mn > Zn > Cu > B. Os teores de nutrientes determinados nas análises dos substratos orgânicos artesanais estudados, que são utilizados na produção de mudas de hortaliças, podem indicar um potencial de uso desses insumos também para a produção de baby- leaf em bandejas. Trabalhos de pesquisa são necessários para refinar essa informação, visando uma recomendação mais confiável e economicamente viável para os agricultores.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Matéria prima para formulação de substratos orgânicos; aproveitamento de resíduos; potencial de geração de renda na Agricultura Familiar; resíduos de granjas de aviários.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar