CAPACITISMO E COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL NO TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA (TEA) - O ALFABETO DA SOPHIA: UM RELATO DE CASO

Code: 210906013
65
2
Título

CAPACITISMO E COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL NO TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA (TEA) - O ALFABETO DA SOPHIA: UM RELATO DE CASO

Autor(a):
  • Alexandre Soledade Ramos

    Ramos, Alexandre Soledade

DOI
10.37885/210906013
Publicado em

31/10/2021

Páginas

103-110

Capítulo

7

Publicado no livro

AUTISMO: AVANÇOS E DESAFIOS

Resumo

Autistas não verbais conseguem em grande parte dos casos, compreender sentimentos e responder a estímulos sem necessariamente que a fala seja o meio de comunicação prioritário. Percebe-se que muitas vezes se investe tempo na busca da emissão do som e pouco no mais importante: fazer-se entender e ser entendido. Quem talvez não saiba se comunicar seja o emissor, por vezes o terapeuta e não a pessoa autista. Este é um relato de caso narrado por um pai atípico de dois filhos, ambos autistas, profissional de saúde, que ensinou sinais e códigos não verbais para ser compreendido por sua filha (TEA, nível II e não verbal)

Palavras-chave

Autismo, Não verbal, Comunicação não verbal.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.