AVALIAÇÃO RADIOGRÁFICA DA OSTEOSSÍNTESE DAS FRATURAS DO RÁDIO DISTAL COM PLACA DISTRAÇÃO

Code: 230412648
9
0
Título

AVALIAÇÃO RADIOGRÁFICA DA OSTEOSSÍNTESE DAS FRATURAS DO RÁDIO DISTAL COM PLACA DISTRAÇÃO

Autores(as):
  • Henrique Gontijo Chamon

    Chamon, Henrique Gontijo

  • Luiz Henrique Vilela

    Vilela,Luiz Henrique

  • Neander Neves Alves Ezidorio

    Ezidorio,Neander Neves Alves

  • Paulo Henrique Sampaio Ribeiro

    Ribeiro, Paulo Henrique Sampaio

  • Pedro Henrique Braga

    Braga, Pedro Henrique

  • Eduardo Barbosa Coelho Neto

    Coelho Neto, Eduardo Barbosa

  • Luis Guilherme Rosifini Alves

    Alves, Luis Guilherme Rosifini

  • Bruno Moraes Vasconcelos

    Vasconcelos, Bruno Moraes

  • Bernardo Melo Gaspar

    Gaspar, Bernardo Melo

DOI
10.37885/230412648
Publicado em

30/06/2023

Páginas

31-46

Capítulo

3

Resumo

As fraturas de rádio distal são as mais frequentemente encontradas na prática ortopédica, perfazendo 17,5% de todas as fraturas de adultos, sendo 4,5% destas classificadas como articulares complexas. Entre os diversos métodos disponíveis, a placa de distração dorsal é uma opção de tratamento para fraturas cominutivas instáveis do rádio distal. Propõe-se neste estudo avaliar radiograficamente os resultados pós-operatórios tratados por essa técnica de osteossíntese em fraturas articulares complexas do radio distal classificadas como AO-23 subtipo C. Realizado no formato de estudo transversal observacional, com a avaliação radiográfica pós-operatória de uma população final de 26 pacientes de 20 a 69 anos, submetidos à osteossíntese no período de 2015 a 2017. Para mensuração radiográfica, foram definidos como parâmetros: variância ulnar, inclinação volar, inclinação ulnar e degrau articular. A análise dos dados registrados mostrou que a variância ulnar média foi de 0,88 mm, inclinação volar média foi de 3,58 graus, inclinação ulnar de 16,34 graus e o degrau articular médio de 0,31mm. Tais valores obtidos mostraram-se dentro dos limites radiográficos preconizados para o restabelecimento anatômico da extremidade distal do rádio. Entre as conclusões apresentadas, constatou-se que o método de placa distração é uma ferramenta adicional útil e eficaz no tratamento de fraturas articulares complexas do radio distal.

Palavras-chave

Fratura do Rádio Distal, Placa Distração, Tratamento Cirúrgico.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.