AS CONSQUÊNCIAS DA CULTURA DO CANCELAMENTO NA SAÚDE MENTAL: UMA REVISÃO NARRATIVA

Code: 210605174
107
30
Título

AS CONSQUÊNCIAS DA CULTURA DO CANCELAMENTO NA SAÚDE MENTAL: UMA REVISÃO NARRATIVA

Autores(as):
  • Maria Laura de Souza Costa

    Costa, Maria Laura de Souza

  • Maria Vanessa Freitas Holanda

    Holanda, Maria Vanessa Freitas

  • Gabriele Oliveira Lima

    Lima, Gabriele Oliveira

  • Raíssa Hellen Batista Castro

    Castro, Raíssa Hellen Batista

DOI
10.37885/210605174
Publicado em

31/07/2021

Páginas

324-333

Capítulo

21

Resumo

Este estudo tem por objetivo discutir as consequências da cultura do cancelamento na saúde mental. Assim, buscou-se melhor compreender como essa prática pode afetar a vida dos indivíduos, avaliando as repercussões tanto daqueles que cancelam como daqueles que são as vítimas do cancelamento. A presente pesquisa consiste em uma revisão narrativa de literatura realizada em base de dados eletrônica como Google Acadêmico, Pubmed, Scielo e etc. Ao final, concluiu-se que a necessidade de aceitação social juntamente com a exclusão podem causar sérios danos à saúde psicológica. Além disso, que o cancelamento leva à baixa autoestima, ansiedade, depressão, estresse e entre outros fatores podendo causar além de danos psicológico, danos físicos e sociais.

Palavras-chave

Linchamento virtual; Cultura do cancelamento; Saúde mental.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.