ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DOS ÓBITOS POR DOENÇAS OPORTUNISTAS ASSOCIADAS AO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA NO ESTADO DO PARÁ

Code: 210404361
14
6
Título

ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DOS ÓBITOS POR DOENÇAS OPORTUNISTAS ASSOCIADAS AO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA NO ESTADO DO PARÁ

Autores(as):
  • Amanda Cavalcante Lopes

    Lopes, Amanda Cavalcante

  • Caio Cardoso Coelho

    Coelho, Caio Cardoso

  • Isis Chaves Souza Alves

    Alves, Isis Chaves Souza

  • Santino Carvalho Franco

    Franco, Santino Carvalho

DOI
10.37885/210404361
Publicado em

03/07/2021

Páginas

48-64

Capítulo

3

Resumo

O HIV desencadeia um amplo espectro de manifestações clínicas, que podem se iniciar com o quadro de infecção aguda até a evolução para a AIDS, identificada pelo surgimento das doenças oportunistas, que variam de acordo com o grau de depressão imunológica do paciente. O aumento mundial do acesso à TARVc surge como um importante fator para a redução da mortalidade nas PVHIV. Apesar disso, é fundamental analisar variáveis epidemiológicas focais, tendo em vista que o comportamento dessa patologia não ocorre de maneira uniforme em todas as regiões do país, buscando evidenciar falhas na abordagem diagnóstica e terapêutica. Dessa forma, este estudo objetivou avaliar a série temporal de casos incidentes de óbitos por doenças oportunistas associadas ao HIV no período de 2009 a 2019 no Estado do Pará. Realizou-se um estudo epidemiológico, retrospectivo, analítico e descritivo com dados do SIM obtidos segundo a categoria CID-10 disponíveis na base de dados do DATASUS. O estudo mostrou um total de 6444 óbitos pelo HIV no período analisado, sendo 66,71% resultantes de doenças infecciosas e parasitárias (CID-10:B20) com predominância no sexo masculino (67,87%), etnia parda (78,19%), estado civil solteiro (63%) e idade entre 30 a 49 anos (56,33%). Os óbitos também foram maiores em pacientes com escolaridade na faixa de 4-7 anos (22,5%), o que alerta para a relevância do ensino como instrumento de saúde e prevenção de doenças. Esses dados reforçam a importância de políticas de prevenção para as complicações oriundas do HIV, dando ênfase aos grupos prioritários para abordagem.

Palavras-chave

HIV; Síndrome de Imunodeficiência Adquirida; Mortalidade.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.