ANÁLISE DO ACABAMENTO SUPERFICIAL DO AÇO RÁPIDO ABNT M2 USINADO POR ELETROEROSÃO: AÇO RÁPIDO ABNT M2 USINADO POR ELETROEROSÃO

Code: 230212022
4
0
Título

ANÁLISE DO ACABAMENTO SUPERFICIAL DO AÇO RÁPIDO ABNT M2 USINADO POR ELETROEROSÃO: AÇO RÁPIDO ABNT M2 USINADO POR ELETROEROSÃO

Autores(as):
  • Jean Robert Pereira Rodrigues

    RODRIGUES, J.R.P.

  • Fernando Lima De Oliveira

    OLIVEIRA, F.L. de

  • Wellinton De Assunção

    ASSUNÇÃO, W. de

  • José Roberto Pereira Rodrigues

    RODRIGUES, J.R.P.

  • Sonia Rocha Santos Sousa

    SOUSA, S.R.S.

DOI
10.37885/230212022
Publicado em

31/05/2023

Páginas

1080-1088

Capítulo

77

Publicado no livro

OPEN SCIENCE RESEARCH XI

Resumo

A usinagem por eletroerosão, é um processo excepcional para usinagem de formas complexas em materiais condutores elétricos, principalmente para aqueles que apresentam elevada dureza, difíceis de serem usinados por processos tradicionais de usinagem. Sua particularidade única de empregar a energia térmica para usinar peças tem sido sua vantagem distintiva na fabricação de moldes, matrizes componentes automotivos, aeroespaciais e cirúrgico, além é claro, de ser amplamente utilizado na indústria de ferramentaria na confecção de características geométricas de difícil usinagem, como, por exemplo, cavidades estreitas e profundas, ranhuras de paredes finas e altas, e pequenos raios de canto. Um dos materiais que são largamente usinados por eletroerosão é o aço-ferramenta ABNT M2, que apresenta boa tenacidade, dureza e resistência a abrasão sendo indicado para confecção de matrizes de estampagem. O presente trabalho relata experimentos realizados em uma moderna máquina eletroerosiva usando eletrodo-ferramenta de cobre eletrolítico na usinagem de peças de aço rápido ABNT M2 visando investigar o efeito de diferentes fluidos dielétricos sobre a topografia da superfície e taxa de remoção de material (TRM). Uma análise comparativa comprova que peças usinadas com o fluido dielétrico de baixa viscosidade apresentam melhor acabamento superficial. Entretanto ao se analisar a TRM, constatou-se que o fluido dielétrico de elevada viscosidade promoveu uma redução no tempo de usinagem.

Palavras-chave

Eletrorosão, Fluido dielétrico, Crateras e Topografia da superfície.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.