ANÁLISE DE INDICADORES DE COMPETITIVIDADES PARA PESQUISADORES DA ESPECIALIZAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES DO CEARÁ NO PERÍODO DE 2010 A 2017

Code: 220107269
5
1
Título

ANÁLISE DE INDICADORES DE COMPETITIVIDADES PARA PESQUISADORES DA ESPECIALIZAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES DO CEARÁ NO PERÍODO DE 2010 A 2017

Autores(as):
  • Maria Alane Lourenço Mascarenhas

    Mascarenhas, Maria Alane Lourenço

  • Soraia Santos da Silva

    Silva, Soraia Santos da

DOI
10.37885/220107269
Publicado em

16/02/2022

Páginas

2372-2390

Capítulo

185

Publicado no livro

OPEN SCIENCE RESEARCH I

Resumo

O estudo tem o objetivo de investigar o padrão de comércio, a competitividade e os principais destinos das exportações do Ceará entre 2010 e 2017. A metodologia consistiu no cálculo dos indicadores de vantagens comparativas de Balassa (1965 e 1979) e Laursen (1998), da taxa de cobertura, do indicador de comércio intrassetorial e do índice de intensidade de comércio, com dados disponibilizados pelo MDIC. Os resultados mostraram que o Ceará apresentou uma balança comercial deficitária e uma pauta de exportação concentrada e pouco diversificada, composta por bens de baixa e média baixa intensidade tecnológica. Os Grupos Animais vivos e produtos do reino animal; gorduras, óleos e ceras animais ou vegetais; peles, couros, peleteria e obras e calçados, chapéus, etc. foram os mais competitivos e o principal destino das exportações foram os Estados Unidos. Já os países que apresentaram relação mais intensa com o Ceará foram Paraguai, em 2010, e Turquia em 2017. Por fim, observou-se também que o comércio do estado é predominantemente interindustrial.

Palavras-chave

Competitividade, Exportações, Ceará.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.