AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE EM FILADÉLFIA (TO) COMO MEDIADORES DE DESENVOLVIMENTO, SOB A PERSPESCTIVA DE AMARTYA SEN

Code: 230212114
11
0
Título

AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE EM FILADÉLFIA (TO) COMO MEDIADORES DE DESENVOLVIMENTO, SOB A PERSPESCTIVA DE AMARTYA SEN

Autores(as):
  • Tatiane Marinho Vieira Tavares

    Tavares, T.M.V

  • Lilyan Luizaga De Monteiro

    Monteiro, L.L.R.

  • Guilherme Oliveira Da Silva

    Silva, G.O.

  • Guilherme De Sousa Marques

    Marques, G.S.

  • Nathanael De Carvalho E Almeida

    Almeida, N.C.

  • Adolfo Da Silva Melo

    Melo, A.S.

  • Raires Lisboa Teixeira

    Teixeira, R.L.

DOI
10.37885/230212114
Publicado em

31/03/2023

Páginas

39-62

Capítulo

3

Resumo

A execução do projeto de extensão na Unidade de Conservação Integral Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins (MONAF), no município de Filadélfia (TO) justificou-se por priorizar o bem-estar da população que reside no distrito de Bielândia e no entorno. Dentre as linhas de ações previstas no projeto, ênfase foi direcionada ao recorte de saneamento, de saúde coletiva e de confecção de uma tecnologia social. Nessa ação, trabalhamos com nove agentes de saúde comunitários. A ação se desenvolveu por meio da apresentação de palestra, com destaque à importância do saneamento no meio rural, aos agraves decorrentes do consumo de água sem tratamento e às doenças associadas, a apresentação de uma tecnologia social como prevenção à saúde, uma roda de conversa e aplicação de questionário semiestruturado. Tal atuação permitiu dialogar com os agentes e obter informações sobre a dinâmica de trabalho no período da pandemia, informações gerais sobre o trabalho que executam e das famílias que atendem. Nos filiamos às teorizações do Desenvolvimento como liberdade e da Tecnologia social. Para a análise do questionário usamos a estatística descritiva e a análise de conteúdo. O trabalho do agente comunitário de saúde é de extrema importância às políticas de promoção à saúde, à assistência social, ao meio ambiente. Situação que os coloca como mediadores à proposta do desenvolvimento como liberdades. Contudo, dificuldades em termos da execução da profissão foram identificadas.

Palavras-chave

Tecnologia social, Desenvolvimento humano, MONAF, Região Norte, Saneamento.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.