ADITIVOS NA PRODUÇÃO DE SILAGEM DE MILHO

Code: 231014715
11
0
Título

ADITIVOS NA PRODUÇÃO DE SILAGEM DE MILHO

Autores(as):
  • Jaqueline Beatris Zanella

    Zanella, J. B.

  • Alan Alberto Rommel

    Rommel, A. A.

  • Amanda Turmina

    Turmina, A.

  • João Pedro Colombo

    Colombo, J. P.

  • Jonas Felipe De Medeiros Tavares

    Tavares, J. P. M.

  • Jonatas Cattelam

    Cattelam, J.

DOI
10.37885/231014715
Publicado em

30/12/2023

Páginas

9-30

Capítulo

1

Resumo

A obtenção de silagem de qualidade depende de diversos fatores, desde prática de manejo da colheita da lavoura até a vedação do silo que impacta diretamente no processo fermentativo da ensilagem. No processo fermentativo o objetivo primordial é maximizar a recuperação de matéria seca e nutrientes, e produzir um alimento conservado que se mantenha estável ao longo do armazenamento e fornecimento aos animais. Por outro lado, fermentações inadequadas e a baixa estabilidade aeróbica podem levar a perdas significativas de nutrientes, redução na produtividade animal e impactos nos lucros da atividade agropecuária. Para assegurar uma fermentação eficaz, é essencial garantir a rápida queda do pH, resultante da produção de ácidos orgânicos, promovendo um ambiente inapropriado para o desenvolvimento e crescimento dos microrganismos indesejáveis. Além das práticas de gestão recomendadas, como a colheita no momento adequado, o correto preenchimento dos silos, a utilização de aditivos é uma prática adicional para garantia do sucesso do processo. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi abordar o uso de aditivos na produção de silagem de milho.

Palavras-chave

ácido lático, aditivos químicos, conservação de forragens, inoculante bacteriano, nitrogênio amoniacal.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.