ACOLHIMENTO DA PESSOA COM DOENÇA FALCIFORME NAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO HOSPITALAR DO SUS: SUPERANDO A INVISIBILIDADE ATRAVÉS DO PROGRAMA PERMANECER SUS

Code: 200800910
Downloads
17
Views
29
Compartilhe
Título

ACOLHIMENTO DA PESSOA COM DOENÇA FALCIFORME NAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO HOSPITALAR DO SUS: SUPERANDO A INVISIBILIDADE ATRAVÉS DO PROGRAMA PERMANECER SUS

Autores(as):
  • Alice Araújo Cunha

  • Thadeu Borges Souza Santos

  • Silvana Lima Vieira

  • Juliete Sales Martins

  • Lilian Barbosa Rosado

  • Joseane Aparecida Duarte

  • Leandra Caribé Nascimento

  • Fanny Almeida Wu

DOI
  • DOI
  • 10.37885/200800910
    Publicado em

    17/11/2020

    Páginas

    222-242

    Capítulo

    17

    Resumo

    Este estudo objetivou compreender o acolhimento da pessoa com doença falciforme nas Unidades de Pronto Atendimento por graduandos bolsistas do Programa Permanecer –SUS/Bahia. Pesquisa qualitativa-descritiva, de campo, adotando entrevista semiestruturada realizada com bolsistas do Programa Permanecer SUS e que atuaram por aproximadamente doze meses em unidades de emergência de hospitais públicos gerais ou maternidades da rede própria da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia. Através da técnica de análise de conteúdo, foi constatada a falta de apropriação dos graduandos sobre a doença falciforme e prevalência na população soteropolitana, caracterizando este grupo de usuários do SUS como ocultos no processo de acolhimento das salas de pronto atendimentos hospitalares, levando a relatos de invisibilidade das suas peculiares manifestações clínicas quando agudizadas. Descrições de acolhimento baseado na rotina da unidade, compreensão limitada das doenças pregressas por parte das equipes de profissionais apontam para falta de domínio sobre a doença, levando a atendimentos distanciados das necessidades especificas da pessoa com doença falciforme. Os graduandos que demostraram mais entendimento sobre a doença falciforme, foram aqueles que já participaram de alguma ação de educação permanente sobre a temática, que consequentemente, apresentaram maior interesse em resolver as demandas das pessoas com doença falciforme. Como conclusões, compreende-se que se faz mais necessário ações de educação permanente para sensibilização de profissionais de saúde quanto as necessidades de saúde-doença das pessoas com doença falciforme, como medida de superação da condição de invisibilidade desta no acolhimento das unidades de pronto atendimento hospitalares do SUS.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Doença falciforme. Sistema Único de Saúde.Formação. Politicas públicas

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar