A TRANSEXUALIDADE NA INFÂNCIA E OS DISCURSOS SOBRE GÊNERO, CORPORALIDADE E SEXUALIDADE EM TOMBOY (2011) E MA VIE EN ROSE (1997)

Code: 220107247
Downloads
6
Views
22
Compartilhe
Título

A TRANSEXUALIDADE NA INFÂNCIA E OS DISCURSOS SOBRE GÊNERO, CORPORALIDADE E SEXUALIDADE EM TOMBOY (2011) E MA VIE EN ROSE (1997)

Autores(as):
  • Claudia Ximenez Alves

  • Leiriane Jenifer Souza Gloor

DOI
  • DOI
  • 10.37885/220107247
    Publicado em

    26/02/2022

    Páginas

    82-94

    Capítulo

    6

    Resumo

    O objetivo deste estudo foi realizar uma análise fílmica comparativa entre dois longas-metragens que têm como temática a transgeneridade na infância. Por tratar-se de um tema geralmente polêmico e ausente em cursos de Licenciatura em Pedagogia e/ou outras Licenciaturas, buscamos, com base em Tomboy (2011) e Ma Vie En Rose (1997), colocar em destaque elementos de duas tramas cinematográficas que envolvem a subversão ao sistema sexo/gênero, elemento este que expõe dissonâncias à regulação e normatização das existências infantis e que rompe com uma narrativa de linearidade, onde as infâncias são comumente apresentadas assentadas sobre o dualismo feminilidade e masculinidade. Entre outros resultados, compreendemos que duas crianças trans, em seus corpos híbridos, transgridem a origem biológica, nos remetem a uma infância trans que rompe os dualismos e as fronteiras de gênero e nos convocam a pensar a diversidade e as multiplicidades que nos perfazem, assim como a instabilidade dos marcos divisórios entre o masculino/feminino e o macho/fêmea. E, ainda que não pretendamos que nossas reflexões sejam definitivas, concluimos que a pluralidade identitária, representada nos protagonistas infantis, personagens transgênero dessas obras cinematográficas, permite diversos sentidos ao corpo transsexual, especialmente de crianças, porque consideramos que filmes como esses, com temáticas adversas e complexas, podem promover experiências de desconstrução de estigmas em questões de gênero e sexualidade, colaborando na compreensão e na redução de práticas discriminatórias, também e particularmente em contextos escolares.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Transgeneridade, Gênero, Infância, Crianças transgênero.

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar