A REGULAÇÃO EM SAÚDE POR MEIO DOS LABORATÓRIOS DE REFERÊNCIA REGIONAIS EM SAÚDE – LMRRS NA BAHIA

Code: 230111688
6
0
Título

A REGULAÇÃO EM SAÚDE POR MEIO DOS LABORATÓRIOS DE REFERÊNCIA REGIONAIS EM SAÚDE – LMRRS NA BAHIA

Autores(as):
  • Alessandro Martins Martins Ribeiro

    Ribeiro, Alessandro Martins

  • Tiago Oliveira Franco

    Franco, Tiago Oliveira

  • Carlos Antonio Aguiar Hortêncio

    Hortêncio Aguiar, Carlos Antônio

  • Vivian Miranda Lago

    Lago, Vivian Miranda

  • Ralph José Neves Dos Santos

    Santos, Ralph José Neves dos

DOI
10.37885/230111688
Publicado em

01/03/2023

Páginas

569-580

Capítulo

42

Publicado no livro

OPEN SCIENCE RESEARCH X

Resumo

Objetivo: buscou explorar o processo regulatório em saúde, apontar os tipos de Laboratórios de Referência em Saúde Pública na Bahia, e correlaciona-los na gestão estratégica da regulação em saúde municipal, apontando a importância do biomédico em saúde pública. Métodos: uma revisão integrativa da literatura, com dados indexados em plataformas Scielo, Revista de Saúde Pública (RSP) e Baiana de Saúde Pública (RBSP), Biblioteca de Dissertações e Teses da Capes, Ministério da Saúde/Sistema de Gestão em Saúde (SAGE). Respondendo literatura, de como a regulação em saúde, contribui na gestão estratégica dos laboratórios municipais de referências regionais em saúde - LMRRs?. Resultados: Dado o processo regulatório da saúde, ocorreu devido a descentralização do acesso e serviços de saúde, promulgados pelo Pacto pela Vida (2006), que incluiu ao Sistema Único de Saúde, SUS (1990) a Rede Estadual de Laboratórios de Saúde Pública – RELSP. As regulações em saúde, em nível estadual, elaboram diretrizes e protocolos, desde treinamentos, a inclusão de softwares que são seguidas e implantadas pelas redes municipais, por meio de contratos de prestação de serviços e sistemas do Ministério da Saúde, como Sistema Nacional de Regulação (SISREG) analisando às condições para estruturação e funcionamento das unidades laboratoriais, incluindo no orçamento financeiro, principal responsável pela aquisição de insumos e entrada de novos colaboradores. Em 2017, a Rede Estadual de Saúde Pública, somavam 24 unidades laboratoriais, descentralizadas em cidades-polo, referência em saúde pública, divididas em estaduais, regionais, municipais, locais e de fronteira, englobando os 417 municípios, que integram a Bahia. Conclusão: Portanto, a inclusão do biomédico em Saúde Pública, foi conferida no processo de gestão da rede que o profissional integrasse a coordenação dessa bancada, atuando principalmente na liberação de laudos de exames, relatórios de gestão de qualidades e fiscalização de vigilância e tecnovigilância epidemiológica.

Palavras-chave

Saúde pública, Laboratório de referência regionais em saúde, Bahia, Regulação em saúde.

Autor(a) Correspondente
Licença

Este capítulo está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

O conteúdo do capítulo e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.