A OCUPAÇÃO DE POSTOS MILITARES POR OFICIAIS PRETOS E PARDOS: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O RIO DE JANEIRO E O DISTRITO DIAMANTINO (1762-1800)

Code: 230111815
Downloads
3
Views
20
Compartilhe
Título

A OCUPAÇÃO DE POSTOS MILITARES POR OFICIAIS PRETOS E PARDOS: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O RIO DE JANEIRO E O DISTRITO DIAMANTINO (1762-1800)

Autor(a):
  • Gabriela de Andrade Ferreira

DOI
  • DOI
  • 10.37885/230111815
    Publicado em

    28/02/2023

    Páginas

    1190-1205

    Capítulo

    86

    Resumo

    Neste trabalho, buscaremos comparar a forma como a Coroa portuguesa estabelecia sua comunicação política com o Rio de Janeiro e Distrito Diamantino, regiões cuja relevância política e econômica cresceu exponencialmente ao longo do século XVIII. Com isso, pretendemos verificar se, a partir da reforma militar lusitana de 1762, intensificaram-se ou não medidas de controle e fiscalização da Coroa sobre estas regiões, considerando o caráter racionalista e iluminista da reforma coordenada pelo Conde de Lippe em Portugal e apoiada por Sebastião José de Carvalho e Mello, futuro marquês de Pombal. Estenderemos a análise até 1800, visando compararmos as localidades até o fim do século XVIII. Para estas notas preliminares, utilizaremos fontes do acervo online do Arquivo Histórico Ultramarino.

    Ler mais...
    Palavras-chave

    Carta Régia de 1766, Reforma militar, Antigo Regime.

    Publicado no livro

    OPEN SCIENCE RESEARCH X

    Licença

    Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

    Licença Creative Commons

    O conteúdo dos capítulos e seus dados e sua forma, correção e confiabilidade, são de responsabilidade exclusiva do(s) autor(es). É permitido o download e compartilhamento desde que pela origem e no formato Acesso Livre (Open Access), com os créditos e citação atribuídos ao(s) respectivo(s) autor(es). Não é permitido: alteração de nenhuma forma, catalogação em plataformas de acesso restrito e utilização para fins comerciais. O(s) autor(es) mantêm os direitos autorais do texto.

    Este site utiliza cookies. Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Ao continuar você concorda com a nossa política de utilização de cookies.

    Continuar